Celebridades

“Me enganei feio”, diz apresentadora Xuxa sobre João de Deus

A Rainha dos Baixinhos se disse envergonhada de ter divulgado o trabalho do médium. "Pessoas como essa - e outras - têm que pagar por isso", sublinha


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 13/12/2018 às 17:36:48

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Na tarde desta quinta-feira (13), a apresentadora Xuxa Meneghel se pronunciou sobre as acusações de abuso sexual envolvendo o médium João de Deus. “Infelizmente eu me enganei. Me enganei feio”, disse apresentadora em um vídeo publicado nas redes sociais.

A Rainha dos Baixinhos chegou a viajar a Abadiânia (GO) enquanto trabalhava na Rede Globo para entrevistar o médium. À época, contou, ela disse ter sentindo um carinho muito grande por João de Deus. O material gravado nunca foi ao ar, mas em outras ocasiões a loira divulgou o trabalho dele. “Estou aqui para pedir desculpas a vocês”, afirmou. “Me sinto na obrigação de dizer que estou até um pouco envergonhada com tudo isso”.

Por fim, Meneghel incentivou outras mulheres que sofreram assédio sexual a procurarem a Justiça e denunciarem. “Queria que vocês entendessem que essas pessoas não falaram no passado por vergonha, por medo, querendo esquecer tudo isso”, explicou. “Se tiver mais mulheres, denuncie. Pessoas como essa – e outras – têm que pagar”, frisou.

Assista ao vídeo de Xuxa sobre João de Deus:

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Xuxa Meneghel (@xuxamenegheloficial) em

Outras famosas também se pronunciaram

A atriz Taís Araújo dedicou uma publicação no Instagram para comentar o assunto. “Sabemos que ninguém que ocupa uma posição, cargo ou função que exerça influência na sociedade pode usar seu poder para violentar pessoas. Ficamos todos perplexos, indignados e até mesmo acuados. São denúncias de mulheres, adolescentes e crianças”, escreveu a artista.

Araújo contou que visitou a Casa Dom Inácio de Loyola e encontrou “um universo de pessoas buscando acolhimento e cura”. Para ela, a situação fica ainda mais grave pois existia uma relação de confiança entre o médium e os fiéis. “Precisamos nos unir para que o poder e a fé não resultem em desilusão e dor”, opinou.

“O meu sonho? Que as vítimas consigam se recuperar e receber acolhimento – apesar de saber que essa marca é eterna -, que mulheres e crianças sejam protegidas e que as investigações e punições possam representar resposta a tanta dor. Que possamos caminhar em paz”, finalizou no texto.

A cantora Gretchen também se pronunciou. Mais sucinta, ela também incentivou que as mulheres denunciem o assédio. “Nenhum homem pode achar que usa o nome de Deus em vão. Muito menos por um motivo absurdo desse”, escreveu.