Agência O Globo

Mario Frias se irrita com imitação de Adnet: ‘Bobão’

Secretário especial da Cultura atacou humorista em sua página numa rede social após Adnet fazer paródia do Arquivo Confidencial, do 'Domingão do Faustão', imitando também o presidente Jair Bolsonaro

Adnet fez uma paródia do vídeo gravado por Mario Frias Foto: Reprodução
Adnet fez uma paródia do vídeo gravado por Mario Frias Foto: Reprodução

O secretário especial de Cultura, Mario Frias, se irritou com uma imitação feita por Marcelo Adnet e usou sua página no Instagram para atacar o humorista. “Garoto frouxo e sem futuro (…) Bobão”, escreveu Frias entre outros ataques e xingamentos. Adnet fez uma paródia do vídeo do governo de Jair Bolsonaro estrelado pelo secretário que anuncia, em tom ufanista, uma série chamada “Um povo heroico”. A esquete está disponível no Globoplay.

Na gravação original, publicada pela Secretaria de Comunicação (Secom) na última quinta-feira (3), Mario Frias aparece andando pelo Museu do Senado, em Brasília, em meio a uma trilha sonora apoteótica e com um discurso nacionalista. O ator diz que tem o objetivo de contar a história dos brasileiros e aparece observando obras de arte e peças históricas que não são identificadas pela produção.

Já na imitação feita por Adnet, Frias aparece perdido sem conhecer nenhum dos símbolos da identidade do povo brasileiro que vão surgindo nas imagens. “Descobriremos juntos, como herois que somos, o que significa cada um desses símbolos da nossa cultura”, diz o personagem da esquete.

A paródia foi feita dentro do quadro “Sinta-se em casa com Marcelo Adnet” em que o humorista imita diversos personagens. A esquete é parte de uma versão humorística do “Arquivo confidencial” do “Domingão do Faustão”, em que o convidado é o presidente Jair Bolsonaro. Também aparecem no vídeo imitações do advogado Frederick Wassef e Fabrício Queiroz.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Garoto frouxo e sem futuro. Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula. Um Judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter. Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais. Pior do que isso: conta vantagem por se considerar melhor que as outras pessoas. Mas isso tudo é só para esconder a solidão em que ele se encontra. Quem em sã consciência consegue conviver no mundo real com um idiota egoísta e fraco como esse? Onde eu cresci ele não durava um minuto. Bobão!

Uma publicação compartilhada por Mario Frias🇧🇷 (@mariofriasoficial) em