Do Mais Goiás

Marido da idosa que morreu com covid-19 recebe alta do Hospital de Campanha

O paciente aguarda chegada de uma ambulância de Luziânia para retornar ao município em que reside e cumprir quarentena domiciliar

Projeto visa redução de 30% no valor cobrado pelo Ipasgo
Ocupação na UTI do HCamp de Goiânia atinge 100% ((Foto: divulgação/Governo)

O paciente, de 72 anos, marido da idosa que morreu após complicações causadas pela covid-19, recebeu alta do Hospital de Campanha para o Enfrentamento ao Coronavírus em Goiás (HCamp). Ele, que realizou o primeiro registro de internação na unidade, foi liberado pelos médicos nesta terça-feira (31), mas ainda aguarda a chegada de uma ambulância de Luziânia para retornar ao município.

Segundo informações repassadas pela assessoria de imprensa do hospital, o paciente ficará em quarentena domiciliar até que o resultado do exame comprove se ele contraiu ou não o novo coronavírus. Caso teste seja positivo para o novo vírus, a quarentena será prolongada.

O idoso foi internado no último dia 26 de março, mesmo dia em que a esposa, de 66 anos, foi a óbito após complicações causadas pela covid-19. Ele foi transferido da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Ingá, em Luziânia, para o HCamp em estado grave e com suspeita de ter contraído covid-19.

Além dele, outras cinco pessoas estão internadas no Hospital de Campanha e permanecem intubadas e respirando com ajuda de aparelhos. Outros oito pacientes estão no local em estado considerado estável e dois estão em avaliação. Todos eles estão com suspeita de infecção pelo vírus, mas o resultado dos exames aos quais foram submetidos ainda não foi revelado.