Arma adulterada

Marcos Vinícius, ex-Presidente da Agecom, é preso após efetuar disparos na rua

Segundo a PM, arma usada pelo assessor parlamentar estava com o certificado vencido e tinha sido adulterada irregularmente





//

Ex-Presidente da Agência Goiana de Comunicação (Agecom), e atualmente na Assessoria Parlamentar da Deputada Estadual Adriana Accorsi, Marcus Vinicius de Faria Felipe, de 47 anos, foi preso no início da noite deste sábado após efetuar cinco tiros para o alto na Avenida dos Ipês no Parque das Laranjeiras em Goiânia.

Segundo os policiais militares que atenderam a ocorrência, além de estar com o registro da arma vencido desde 27 de janeiro de 2013, Marcos Vinicius também havia alterado a pistola, transformando-a de semiautomática para automática, o que é proibido, uma vez que faz com que ela atire como uma metralhadora.

Foi por volta das 19h50 que uma pessoa ligou para o Copom e informou estar um homem dando tiros de pistola para o alto no Parque das Laranjeiras. Quando chegaram no local, Marcos Vinícius estava dentro de um veículo Logan placas OOD-0613 de Goiânia, carro este que é da Assembléia Legislativa de Goiás.

Junto com a pistola e 51 munições, o assessor parlamentar apresentou a eles o  registro da mesma, documento este que não lhe garante o porte. Os PMs constataram ainda que a arma possui o chamado kit rajada, o que a torna automática de de porte ou posse proibida.

Marcos Vinícius, que em 2010 foi preso por fazer propaganda eleitoral na madrugada que antecedeu o segundo turno das eleições, está sendo autuado no 8º Distrito Policial, no Setor Pedro Ludovico, por porte ilegal e disparo de arma de fogo em via pública.