Do Mais Goiás

Marconi vence em 228 dos 246 municípios

Mesmo com 453 mil votos à frente de Iris, governador foi reeleito sem desbancar o peemedebista nos dois maiores colégios eleitorais


//

Marconi Perillo (PSDB) foi reeleito governador com 453.385 votos de vantagem para Iris Rezende (PMDB) no segundo turno. O tucano venceu em 228 municípios.

O peemedebista conquistou mais de 50% dos eleitores de 18 cidades, entre elas os dois maiores colégios eleitorais de Goiás: Goiânia (931.439 eleitores), nos 54,98%, e Aparecida de Goiânia (257.340), com 56,44%. No terceiro maior eleitorado goiano, Anápolis (247.114) – base política de Antônio Gomide (PT), que se aliou ao candidato do PMDB na reta final –, Marconi conquistou 75,95% dos votos válidos.

Derrotado no segundo turno na votação geral e em 228 municípios, Iris recebeu mais votos do que Marconi em Goiânia, Abadia de Goiás, Aparecida de Goiânia, Aurilândia, Bonfinópolis, Bonópolis, Caiapônia, Campos Verdes, Catalão, Hidrolina, Itajá, Nova Aurora, Pilar de Goiás, Planaltina de Goiás, Santa Bárbara de Goiás, Santa Fé de Goiás, Santo Antônio da Barra e Uirapuru. Destaque, após Goiânia e Aparecida de Goiânia, para Catalão. A cidade é administrada pelo ex-presidente da Assembleia Jardel Sebba (PSDB), mas o peemedebista conseguiu 56,29% do eleitorado.

Como aconteceu na cidade de Gomide, com mais votos para Marconi, na cidade em que Vanderlan Cardoso (PSB) foi prefeito duas vezes, Senador Canedo, o tucano se saiu melhor do que Iris. O tucano ficou com 55,39% dos votos da cidade. Outro município no qual o governador venceu seu adversário foi Jataí, que tem prefeito do PMDB, Humberto Machado. Mas lá não houve apoio de Machado ao governadoriável peemedebista, o que facilitou a coligação do PSDB para governador atingir 56,73% dos eleitores jataienses.

Os 1.750.977 votos de Marconi tiveram sua maior porcentagem na sua terra. Palmeiras de Goiás deu 85,02% da votação válida da cidade para o tucano. No município da primeira-dama Valéria Perillo, Pirenópolis, o governador recebeu 76,79% dos votos.

Leia a matéria completa no jornal O Hoje