Marconi se solidariza com família e PM de Goiás pela morte do aspirante Renato Simões

Governador disse por meio de suas redes sociais que o aspirante cumpria com coragem e bravura o dever de proteger a sociedade"

O governador Marconi Perillo prestou solidariedade à família, amigos, colegas de trabalho e à Polícia Militar do Estado de Goiás pela morte em serviço do aspirante Renato Montalvão Simões, de 34 anos. Em suas redes sociais, o governador afirmou na noite desta sexta-feira (10/6) que o policial “cumpria com coragem e bravura o dever de proteger a sociedade”.

“Minha solidariedade aos familiares, amigos, colegas de trabalho e à Polícia Militar goiana”, afirmou o governador em postagem no Facebook. “O aspirante Renato Montalvão Simões, da Polícia Militar do Estado de Goiás, morreu em serviço de forma trágica na madrugada desta sexta-feira, em Goiânia. Ele cumpria com coragem e bravura o dever de proteger a sociedade quando foi golpeado covardemente com uma faca”, disse Marconi.

Simões foi atingido por uma faca quando atendia a uma ocorrência em Goiânia. A Polícia Militar informou que ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e, em seguida, encaminhado para o Hospital dos Acidentados, mas não resistiu aos ferimentos. O autor do golpe com faca, Francisco de Assis Fontes, de 42, que invadiu uma casa na Rua 52, no Centro da capital, foi preso e levado para a Central de Flagrantes.