Senador Canedo

Marconi inaugura comitê regional e confirma extensão do Eixo Anhanguera

O governador anunciou que as obras de extensão do Eixo Anhanguera terão início neste mês




//
//

O candidato a reeleição pela Coligação Garantia de um Futuro Melhor para Goiás, Marconi Perillo (PSDB), inaugurou, no final da tarde de hoje, o comitê dos candidatos da chapa majoritária em Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia.

Durante uma conversa com os moradores, Marconi ouviu questionamentos sobre projetos do seu plano de governo e também indagou aos participantes opiniões e necessidades da região.

Durante a conversa, ele anunciou que as obras de extensão do Eixo Anhanguera terão início neste mês. A passagem, a exemplo da linha em Goiânia, terá subsídio de 50%. O valor da tarifa será de R$ 1,40. As centenas de pessoas que participaram do evento comemoraram o anúncio.  

Marconi ressaltou ainda a consolidação da Universidade Estadual de Goiás (UEG) em unidades regionais. Em seguida, ouviu agradecimentos pela duplicação da GO-403, que liga a Capital a Senador Canedo, já em fase de conclusão. Marconi lembrou a todos que a rodovia também recebeu iluminação e ciclovia. A obra engloba, além de pavimentação asfáltica, duas pontes, iluminação da rodovia e um viaduto no cruzamento com a GO-010. O investimento total é de R$ 47 milhões.

Questionado sobre a possibilidade de melhorar o transporte coletivo do município, Marconi esclareceu que o transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia é de responsabilidade das prefeituras, mas lembrou a todos do subsídio do Passe Livre, concedido a 60 mil estudantes, e anunciou o início das obras de extensão do Eixo Anhanguera até Senador Canedo, com subsídio de 50% da tarifa.

Ele ressaltou ainda que o governo do estado tem ajudado com o pagamento de metade das gratuidades e com a isenção do imposto sobre o diesel para as empresas de transporte coletivo. “Com o acordo que fizemos com as empresas para impedirmos o aumento expressivo da passagem, elas terão, por contrapartida, de adquirir novos ônibus e instalar câmeras”, reforçou.