Investimento

Marconi anuncia novas medidas de estímulo para empresas inovadoras

Foram assinados, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, convênios com a Agência USP de Inovação, entes do Sistema “S” e com a Fapeg




O governador Marconi Perillo anunciou nesta quinta-feira (22) uma série de medidas para ampliar a abrangência de atuação do Programa de Inovação e Tecnologia de Goiás (Inova Goiás). Por meio do Programa de Apoio aos Ambientes de Inovação, foram assinados, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, convênios entre o governo de Goiás, a Agência USP de Inovação, entes do Sistema “S” (Senai, Senac, Sebrae, Senar) e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg).

Entre os objetivos principais das medidas apresentadas pelo governador está o fortalecimento da cultura de inovação em Goiás, a partir da ampliação da rede de parques tecnológicos, o fomento para abertura e fortalecimento de empresas inovadoras e a definição de estratégias para fortalecimento dos arranjos produtivos locais (APLs). Para lastrear as ações anunciadas hoje, serão ampliadas as ofertas de cursos de educação profissional na rede de ensino tecnológico do governo estadual e agora também pelo Sistema “S”, que oferecerá 2 mil vagas. Caberá à Agência USP de Inovação a cessão de pesquisadores, sem ônus para o Governo de Goiás, para formação de grupos de trabalho.

Presente na reunião, o presidente da Agência USP de Inovação, Vanderlei Salvador Bagnato, afirmou que a Universidade de São Paulo decidiu investir no projeto por acreditar nas ações que já foram implantadas no Programa Inova Goiás. “A Universidade de São Paulo não está prestando um serviço ao Estado de Goiás. Estamos aqui porque acreditamos no que está sendo feito”, declarou. “Porque aqui nós estamos sentindo que estamos arando a terra, colocando a semente, para depois colher”, projetou.

Bagnato declarou que o modelo de fomento à inovação realizado pelo Governo de Goiás “é referência para o País”. Ele contou ter sido convidado pelo Governo Federal para implementar um programa nos mesmos moldes na região do Matopi (Maranhão, Tocantins e Piauí). “O Governo de Goiás, mesmo sem saber, está emprestando suas ideias”, revelou.

Ensino profissionalizante

Marconi afirmou que a ampliação das vagas de cursos a partir do convênio com o Sistema “S” representa a concretização de um antigo sonho pessoal. “Goiás vai ganhar muito na medida em que o governo aproveita as oficinas que já estão prontas, a qualificação profissional e a qualificação que têm todos os profissionais do Sistema “S”, revelou.

Diretor Regional do Senai, Paulo Vargas elogiou a visão do Governo de Goiás ao ampliar a rede de formação profissional. “O senhor acerta em cheio, como sempre faz em todo seu vitorioso governo”, declarou Vargas, ao afirmar que o governador pode intensificar a prospecção de investimentos para o Estado. “O senhor pode, com toda sua equipe de governo, buscar empresas de outros estados para este Estado, porque, no que diz respeito à qualificação dos recursos humanos, nós, junto com esses empresários, podemos viabilizar”, assegurou.

Crescimento humano

Idealizador do Programa Inova Goiás, o superintendente executivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, Mauro Faiad, afirmou que o espírito das ações do governador, mais do que promoverem a melhora dos índices da economia goiana, têm foco na melhora da vida dos cidadãos. “O desenvolvimento é para o nosso governador a possibilidade de garantir a humanização da vida da maioria dos goianos. Está em jogo para ele muito mais do que os patamares de riqueza baseados tão somente em índices estatísticos. Sua preocupação é a transformação global em nossa sociedade, com a incorporação de valores institucionais, culturais e econômicos que nos aproximem da concepção de modernidade. Ou seja, o conceito de desenvolvimento transcende muito o conceito de desenvolvimento econômico”, declarou Faiad.

Confira os atos assinados pelo Governo de Goiás para o Programa de Apoio aos Ambientes de Inovação:

– Assinatura de convênio com a Agência USP de Inovação para cessão de pesquisadores sem ônus para o Estado.

– Assinatura entre a SED e a FAPEG para apoio a Parques Tecnológicos e a Empresas Inovadoras – R$ 8 milhões da SED e R$ 1,5 milhão da FAPEG

– Ordem de Serviço para Regulamentação do Programa Goiano de Parques Tecnológicos

– Termo de Compromisso entre a SED e o SEBRAE para estabelecer convênio para realização de Planejamento Estratégico para Arranjos Produtivos Locais e a Elaboração do PDP, para 33 APLs do Estado de Goiás

– Termo de Compromisso entre a SED e o SENAI para ampliação da oferta de 2000 vagas em cursos de Educação Profissional Técnica de Nível Médio

– Ato de Autorização para Criação do Grupo Executivo para a expansão da oferta da educação profissional em Goiás

– Ordem de Serviço para a SED determinando a publicação do edital de licitação de aquisição de Centros Vocacionais Tecnológicos Móveis