Do Mais Goiás

Mapa da Covid: Goiás não tem mais regiões na zona vermelha

Na última atualização do mapa, havia três regiões em vermelho

Goiás não tem mais nenhuma região em situação de calamidade da Covid-19
O cenário é de melhora, uma vez que o mapa da semana anterior mostrava que três regiões ainda estavam na zona vermelha (Foto: Jucimar de Sousa - Mais Goiás)

Entre as 18 regiões que subdividem Goiás, nenhuma está em situação de calamidade – o grau mais alto de risco referente à Covid-19. É o que aponta o Mapa de Recomendação da Secretaria Estadual de Saúde (SES), atualizado nesta sexta-feira (10). O cenário é de melhora, uma vez que o mapa da semana anterior mostrava que três regiões ainda estavam na zona vermelha. Além de não haver mais nenhuma com essa classificação nesta semana, apenas duas regiões estão na zona laranja, ou seja, em situação crítica.

Esta é a primeira vez em que o mapa é visto sem nenhuma região na zona vermelha em pelo menos sete meses. Ele apresenta o resultado por região e é calculado a partir de indicadores de contágio e sobrecarga no sistema de saúde, sendo dividido em situação de alerta (zona amarela), situação crítica (zona laranja) e situação de calamidade (zona vermelha). Em abril deste ano, todas as 18 regiões do estado chegaram a ficar na zona vermelha ao mesmo tempo, indicando um cenário preocupante da Covid-19.

Mapa de Recomendação da Covid-19 da SES

O mapa já vinha apresentando tendência de queda nos últimos meses, impulsionado pelo avanço da vacinação contra o coronavírus. Na última semana, três regiões ainda estavam classificadas com o grau mais alto de risco, de calamidade. No entanto, nesta semana 16 regiões estão em situação de alerta, duas em situação crítica e nenhuma em situação de calamidade.

Vale destacar que Goiás tem, hoje, 835.692 casos confirmados de Covid-19, conforme a SES. Desses, 802.042 estão recuperados. O número de óbitos chega a 22.881.

Goiás fora da zona amarela na ocupação de leitos de UTI

Nesta semana, Goiás entrou para a zona verde no mapa de classificação da Fiocruz da taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 dos Estados. A melhora se deu em razão da queda da porcentagem de leitos de UTI ocupados no estado, que conforme a Fiocruz caiu de 62% na última semana para 52% nesta. Com isso, apenas Roraima e Rio de Janeiro se encontram nas zonas vermelha e amarela, com 82% e 66% de taxa, respectivamente.

No boletim divulgado ontem (9), a Fiocrux verificou ter havido uma queda nas taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19 para adultos no SUS em praticamente todo o país. Goiás foi um dos estados que mais apresentou melhora, uma vez que já chegou a vigorar, junto com o Distrito Federal, como o único estado do país na zona vermelha – taxa de ocupação de leitos acima de 80% – em agosto deste ano.