Nesta sexta e sábado

Manifestações pela Amazônia estão previstas para ocorrer em diversas cidades brasileiras

Em Goiânia o ato está previsto para sábado, a partir das 14 horas no Parque Vaca Brava, no setor Bueno


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 23/08/2019 às 18:10:57

 (Foto: Divulgação Nasa)
(Foto: Divulgação Nasa)

Neste final de semana estão previstas manifestações em diversas cidades brasileiras em defesa da Amazônia. Em Goiânia o ato está previsto para sábado, a partir das 14 horas no Parque Vaca Brava, no setor Bueno. De lá, os manifestantes seguem para a Praça Cívica, no Centro.

Em capitais como Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, e Salvador os atos ocorrem nesta sexta (23). Já em outras, como Manaus, Natal e São Luís os protestos serão no dia 24. Em Belo Horizonte, será no domingo (25). Confira lista completa abaixo:

Em Goiânia o ato está previsto para sábado, a partir das 14 horas no Parque Vaca Brava, no setor Bueno. (Imagem: Divulgação)

Os atos já foram registrados cidades internacionais como Londres, Paris, Madri, Dublin, Barcelona, Lisboa, Berlin, Genebra, Nápoles e Amsterdã.

O assunto tomou proporção na última semana após dados apontarem que o número de queimadas tem aumentado em mais de 52% este ano. Figuras mundialmente conhecidas se posicionaram sobre o caso, como Gisele Bündchen, Leonardo DiCaprio, Kim Kardashian e Madonna.

Governantes de outros países também se mostraram preocupados com a ameaça à Amazônia. Um deles é o presidente francês Emmanuel Macron, que afirmou que a as queimadas geraram uma crise internacional.

O francês disse ainda que irá discutir o caso no G7, que é composto pela Alemanha, Canadá, França, Estados Unidos, Itália, Reino Unido e Japão. Além disso, anunciou que o governo irá desembolsar 9 milhões de euros para um programa com o intuito de preservar a Amazônia.

Na última semana, Alemanha e Dinamarca suspenderam os repasses que faziam ao Fundo Amazônia devido ao aumento do desmatamento na floresta. Por outro lado, Bolsonaro afirmou que o Brasil não precisa do dinheiro de outras federações para proteger a floresta, pois tais países querem apenas se apoderar do Brasil. Outra declaração polêmica do presidente é que as Ongs estariam por trás do aumento das queimadas que ocorrem na floresta amazônica.

*Com informações de agências de notícia