Do Mais Goiás

Mais dois pacientes de Manaus morrem em Goiânia

Segundo a assessoria da unidade, vítimas são um homem, de 47 anos, e uma mulher, de 41. Eles morreram com sete minutos de diferença

estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado gravíssimo.
Em um ano de covid, 2 a cada 3 doentes intubados em UTI morreram no Brasil (Foto: Jackson Alves)

Mais dois pacientes que vieram de Manaus e estavam internados no Hospital das Clínicas, em Goiânia, morreram na madrugada desta quarta-feira (3) por complicações da covid-19. Segundo a assessoria da unidade, as vítimas foram um homem, de 47 anos, e uma mulher, de 41. A diferença foi de sete minutos entre uma morte e outra.

Os dois pacientes estavam intubados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. Porém, eles sofreram uma aceleração intensa do agravamento do quadro e não resistiram. A transferência dos corpos seguirá os trâmites definidos pelo Ministério da Saúde. A equipe psicossocial se encarregará do acolhimento aos familiares.

Nono paciente

Com as duas mortes, sobe para nove o número de manauaras que morrem em solo goiano. O HC já havia registrado outras três mortes. O primeiro ocorreu no último dia 21 de janeiro e a vítima foi um homem de 54 anos. Ele morreu três dias depois de chegar a Goiânia. Segundo a unidade, ele teve falência múltipla de órgãos e sofreu uma parada cardiorrespiratória. Os médicos ainda tentaram reanimá-lo por uma hora, mas a vítima não resistiu.

A segunda morte foi de uma mulher, de 61 anos, ocorrida na última sexta-feira (29/01). A vítima morreu no mesmo dia em que chegou na capital goiana após sofrer uma parada cardíaca. Ela estava internada em um leito de UTI da unidade.
A terceira foi registrada na última segunda-feira (2). A vítima também foi uma mulher, de 54 anos, que veio no primeiro voo das Forças Armadas. Ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado gravíssimo.

HMAP

Os outros quatro óbitos foram registrados no Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP). O primeiro foi na tarde do último dia 25 de janeiro e trata-se de uma mulher de 58 anos que apresentou uma piora do quadro clínico e faleceu em menos de 12 horas após o agravamento. O segundo óbito foi registrado na manhã do dia seguinte, 26 de janeiro: um homem de 46 anos.

Uma mulher de 57 anos que estava na UTI desde que chegou à unidade não resistiu ao agravamento da doença e morreu também no último dia 26 de janeiro. O quarto foi um homem de 58 anos que morreu na madrugada da última sexta-feira (29/01). Todas as vítimas fatais estavam internadas na UTI do hospital.

*Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal www.emaisgoias.com.br pelo WhatsApp (62) 98272-3896 ou entre em contato pelo (62) 3259-6500