Thiago Burigato
Do Mais Goiás

Maioria dos deputados goianos vota pela rejeição de denúncia contra Michel Temer; confira

Dentre os 17 deputados federais por Goiás, Temer pôde contar com o apoio de 12, que votaram “sim”. Apenas quatro votaram “não”, e houve uma ausência

Na noite desta quarta-feira (2), os deputados federais decidiram, em sessão na Câmara dos Deputados, pelo não prosseguimento da denúncia pelo crime de corrupção contra o presidente Michel Temer (PMDB). Foram 264 votos pelo barramento da denúncia, elaborada pelo Ministério Público Federal (MPF), contra 227 que votaram pelo prosseguimento do caso para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Para que o presidente fosse investigado pela Corte mais alta do País eram necessários o mínimo de 342 votos contra o parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que na CCJ pediu a rejeição da denúncia contra Temer. Com decisão tomada pelos deputados nesta quarta, a denúncia – baseada em delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS — é suspensa e só pode ser retomada depois que Temer deixar a Presidência da República.

Dentre os 17 deputados federais por Goiás, Temer pôde contar com o apoio de 12, que votaram “sim”, ou seja, a favor do relatório substitutivo de Abi-Ackel. Apenas quatro votaram “não”: Rubens Otoni (PT), Marcos Abrão (PPS), Flávia Morais (PDT) e Fábio Sousa (PSDB).

O delegado Waldir (PR) – que no dia 10 de julho havia bradado sua indignação por ter sido substituído da Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara – foi o único goiano que não compareceu à sessão.

Confira como votou cada deputado goiano.

Lembrando:

Votos “sim”: favoráveis à rejeição da denúncia e favoráveis a Temer

Votos “não”: contrários à rejeição da denúncia e contrários a Temer

Alexandre Baldy (PTN) – SIM
Célio Silveira (PSDB) – SIM
Daniel Vilela (PMDB) – SIM
Delegado Waldir (PR) – AUSENTE
Fábio Sousa (PSDB) – NÃO
Flávia Morais (PDT) – NÃO
Giuseppe Vecci (PSDB) – SIM
Heuler Cruvinel (PSD) – SIM
João Campos (PRB) – SIM
Jovair Arantes (PTB) – SIM
Lucas Vergilio (SD) – SIM
Magda Mofatto (PR) – SIM
Marcos Abrão (PPS) – NÃO
Pedro Chaves (PMDB) – SIM
Roberto Balestra (PP) – SIM
Rubens Otoni (PT) – NÃO
Thiago Peixoto (PSD) – SIM