Do Mais Goiás

Maguito tem estado grave em luta contra infecção de bactérias, diz médico

Estado de saúde do prefeito eleito teve piora

Internado, prefeito Maguito Vilela trata nova infecção pulmonar
Internado, prefeito Maguito Vilela trata nova infecção pulmonar

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), está em estado grave e luta contra uma infecção de bactérias e fungos no pulmão. O diagnóstico foi dado pelo médico pneumologista Marcelo Rabahi, que cuida do emedebista desde o início da doença. Maguito está internado há 80 dias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para tratamento de complicações causadas pela covid-19.

Segundo boletim divulgado no domingo (10), Maguito voltou a ter ventilação mecânica e está submetido a tratamento com drogas vasoativas, para controle da pressão. “Quadro é grave pela fragilidade dele. Não teve piora, mas ainda não voltou ao que estava antes”, avaliou o médico ao G1.

O prefeito eleito chegou a ter melhoras a partir de dezembro, com diminuição da sedação. No natal, Maguito chegou a sorrir ao ver os dois netos, que foram visitá-lo na internação do hospital paulista.

Maguito foi eleito com 277.497 votos. O vice-prefeito Rogério Cruz (Republicanos) assumiu a prefeitura interinamente no dia 1º de janeiro de 2021 durante a recuperação do emedebista.

Vai e vem

A saúde do emebista teve quadros de melhoras e pioras desde o início da internação ainda no dia 20, quando foi diagnosticado com a doença causada pelo coronavírus. Ele foi internado dois dias depois e transferido para São Paulo no dia 27 de outubro com 75% dos pulmões comprometidos. No dia 30 de outubro foi intubado pela primeira vez.

NO dia 8 de novembro foi extubado, mas apresentou piora no dia 15 daquele mês e precisou ser intubado novamente. Ainda iniciou tratamento com ECMO, para dar suporte aos pulmões e coração. Já em dezembro apresentou melhoras e a ECMO retirada. No dia 11, no entanto, apresentou sangramentos nos pulmões e teve que passar por cirurgia, mas apresentou melhoras depois do procedimento.

O quadro de Maguito teve piora, com novo quadro de infecção na última quinta-feira (7).