Violência

Mãe e namorado de jovem vítima de estupro coletivo serão ouvidos novamente pela PC, em Águas Lindas

De acordo com o delegado, objetivo é traçar um perfil social da vítima para dar mais consistência ao inquérito. Rafaela foi agredida, estuprada e morta estrangulada, no último dia 6


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 12/03/2019 às 18:49:03

Rafaela Martins Cardoso, 18 anos, foi encontrada morta dentro de uma cisterna 
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)
Rafaela Martins Cardoso, 18 anos, foi encontrada morta dentro de uma cisterna (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Mãe e namorado da jovem Rafaela Martins Cardoso, 18 anos, serão ouvidos novamente pela Polícia Civil (PC), em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com o delegado Cleber Martins, o intuito é traçar um perfil social para dar mais consistência ao inquérito. A previsão é que o mesmo fique pronto até quinta-feira (14). Laudos ainda não concluídos são aguardados pela corporação.

Até o momento, dois homens e uma mulher foram presos. Cleber conta que, em depoimento, ambos confessaram a participação do crime. As investigações apontam que, antes de ser deixada no ponto de ônibus, Rafaela e o namorado tiveram um discussão pelo fato de ela querer continuar na festa de Carnaval que participavam, no último dia 6.

Câmeras de seguranças registraram o momento que um Ford Escord para e pessoas descem e tentam roubar a jovem. Posteriormente, vê-se que a vítima foi colocada à força dentro do veículo e levada pelos suspeitos.

“Eles contaram que agrediram a jovem. Ela teria reconhecido um deles e eles a levaram para a chácara em que um dos envolvidos era caseiro. Após ingerirem bebidas e usarem drogas, eles decidiram estuprar a jovem”, conta o delegado.

Eles também a reconheceram como irmã de um detento, que cumpre pena no presídio de Luziânia. O irmão da vítima seria muito temido na região.

Após o crime, a jovem foi deixada dentro de uma cisterna e estava amarrada em uma mangueira. No último dia 7, um quarto envolvido foi morto. Segundo o delegado, o crime tem relação com a morte da jovem. Além disso, duas pessoas continuam foragidas. O homem, segundo do delegado, teria participado apenas do assalto. A outra foragida é uma menor, de 16 anos.