Eduardo Pinheiro
Do Mais Goiás

Luiz Bittencourt publica carta de demissão e reforça lealdade a Maguito

Ex-deputado federal sai após mal-estar gerado causado por decretos com suspensão de contratos de asfalto

Luiz Bittencourt (Foto: Jucimar Sousa / Divulgação)

O ex-deputado federal Luiz Bittencourt publicou nas redes sociais carta de demissão do cargo de Secretário de Infraestrutura de Goiânia. Ele sai após mal-estar gerado causado por decretos com suspensão de contratos de asfalto e centralização de decisões nas mãos do secretário de Governo, Arthur Bernardes, nome ligado ao prefeito Rogério Cruz (Republicanos).

Na carta, Luiz Bittencourt sela o pedido de demissão anunciado ainda na quarta-feira (31) e diz se tratar de “irrevogável e irretratável”. Ele cita ainda que cumpriu “à risca” determinações do prefeito e do plano de governo vencedor nas última eleições.

“Maguito Vilela se foi, mas continuamos firmes defendendo suas ideias. Daniel Vilela é o nosso líder. Seu maior desafio é defender o legado do pai. Não vamos abrir mão do idealismo, da honestidade, da lealdade, da gestão inteligente e da qualidade”, diz na publicação.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Luiz Bittencourt (@luizbitt)

As mudanças feitas por Rogério Cruz no secretariado e a suspensão dos contratos de asfalto, com centralização de decisões, culminou com iminente rompimento do grupo de Daniel Vilela, presidente estadual do MDB, com o Paço Municipal. No próximo domingo (3), a cúpula do partido deve se reunir para tratar dos próximos passos. É possível, entretanto, que vereadores da sigla permaneçam na base.

Desgaste

O desgaste entre Rogério Cruz e o MDB teve início pouco mais de 3 meses após o início da gestão, quando o prefeito exonerou Andrey Azeredo da secretaria de Governo. A partir daí, o Paço iniciou mudanças rumo ao acomodamento do grupo político de Rogério Cruz: Republicanos e Igreja Universal, com enfraquecimento do maguitismo.

Pastas como Administração, Comunicação, Governo, Saúde e Agência do Meio Ambiente foram mexidas em prol da governabilidade do prefeito. Com iminente desembarque outras como Finanças, Planejamento Urbano e Mobilidade devem sair das mãos do MDB.