Do Mais Goiás

Lúcia Vânia diz que assume Seds sob coordenação da primeira-dama, Gracinha Caiado

Governador Ronaldo Caiado declarou ter refletido muito antes do convite e que a ex-senadora fez o mesmo

Ex-senadora Lúcia Vânia (Foto: Reprodução/Facebook)
Ex-senadora Lúcia Vânia (Foto: Reprodução/Facebook)

Apesar de ter concorrido no último pleito no grupo do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), a ex-senadora Lúcia Vânia (sem partido) foi empossada, nesta sexta-feira (4), como nova titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS). A ex-congressista que ocupa, agora, o lugar de Marcos Cabral, que segue para Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (CODEGO), já adiantou que pretende assumir a pasta sob a coordenação da primeira-dama, Gracinha Caiado.

Durante a solenidade, em sua fala, a nova secretária elencou acerca dos rumos que pretende tomar na pasta. Ela sinalizou que a Seds pretende valorizar e estimular a equipe que atua de forma integrada (participarão, conforme ela, servidores de outras áreas, como saúde, esporte, segurança, etc.); evidenciou que a assistência social não é e não será dissociada da educação, mas integrada; disse, também, a secretaria não servirá para reforçar a exclusão, mas ajudar as pessoas mais vulneráveis a conseguir seu desenvolvimento; que será feita uma atuação para que se oportunize uma maior busca por parte de vulneráveis à políticas sociais; e, por fim, olhar com atenção as crianças e adolescentes em conflito com a lei.

“Grande desafia que vai colocar o governo na vanguarda da área social”, declarou sobre o último tópico. “Será um trabalho complexo não feito só pelo governo, mas pela sociedade goiana, ou seja, pelo Judiciário, Ministério Público, Igrejas e mais. Com criatividade, dedicação e disciplina vamos reintegrar esses jovens à sociedade. É possível, sim.”

Coordenação

A ex-senadora declarou durante discurso que pretende assumir a pasta sob a coordenação da primeira-dama Gracinha Caiado, “que é a responsável por integrar as diversas políticas sociais do Estado”. Conforme Lúcia, o social não é trabalhado de forma isolada, mas por meio de coordenação e “ela tem esse papel e eu qualidade para exercê-lo”.

Governador

O governador Ronaldo Caiado (DEM) congratulou a chegada de Lúcia Vânia. Conforme o gestor, ele refletiu bastante antes de procurar a ex-senadora e ela, por sua vez, também pensou por muitos dias. Ele lembrou que ambos têm posições convergentes e divergentes, mas que sempre houve o debate de forma respeitosa.

“Então pedi que ela aceitasse a função, pois isso dá ao Estado uma importância, já que todos sabemos o prestígio de Lúcia Vânia. E ela é mais briguenta. Eu sou mais pacificador”, afirmou sobre a luta da ex-congressista por Goiás.

Por fim, Caiado ainda explicou brevemente acerca das mudanças do alto escalão do governo. Essas são: Lúcia Vânia assume a Seds e Marcos Cabral segue para a Codego; Pedro Sales deixa a Codego e vai para Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra); e Ênio Caiado deixa a Goinfra e segue para a Companhia de Investimento e Parcerias do Estado de Goiás (Goiás Parcerias).

Na Assembleia Legislativa de Goiás, a notícia da nomeação de Lúcia Vânia, ainda na quinta-feira (3), gerou elogios por parte da oposição e base, mas também queixas por deputados alinhados com o governo. Ao Mais Goiás, Vinícius Cirqueira (Pros) disse que a ida da ex-senadora para a Seds é “tragédia política na base”.