Do Mais Goiás

Lojistas da Canaã são presos suspeitos de encomendar o roubo de camionetes

Ação integrada entre as polícias civil e militar culminou com a apreensão de peças de três veículos de luxo que foram roubados em Goiás e na Bahia

Desmanche de veículos roubados foi encontrado em chácara ligada a lojistas da Canaã (Foto: divulgação/PC)
Desmanche de veículos roubados foi encontrado em chácara ligada a lojistas da Canaã (Foto: divulgação/PC)

Quatro suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubar e comercializar peças de camionetes de luxo foram presos durante uma ação integrada entre militares do 7º BPM e agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA). Dois dos presos são lojistas da região da Vila Canaã.

As corporações chegaram até os suspeitos após o roubo de uma Ford Ranger, tomada em assalto na última terça-feira (28), no Jardim Presidente, em Goiânia. “Nós já estávamos investigando um suspeito que era quem levava os carros roubados para serem desmanchados. Na terça, junto com equipes da PM, conseguimos prendê-lo em uma chácara, na zona rural de Abadia de Goiás, onde apreendemos várias peças de outras camionetes”, relatou o delegado Samuel Moura.

(Foto: divulgação/PC)

Com a prisão deste intermediário e do homem que desmanchava as camionetes roubadas, os policiais chegaram a três lojas na região da Vila Canaã, duas delas de um mesmo proprietário. Nestes comércios, peças de outras camionetes roubadas também foram recuperadas. “No decorrer das investigações nós descobrimos que estes comerciantes, além de revender as peças de veículos que eles sabiam serem de origem ilícita, também encomendavam alguns roubos”, concluiu o delegado.

Durante a operação integrada, um adolescente foi apreendido e partes da Ford Ranger roubada no sábado passado, de uma Hillux tomada em Feira de Santana, na Bahia, e de outra Ranger levada por criminosos em Jataí, também foram apreendidas. Os presos, que não tiveram os nomes, nem idade divulgados, foram indiciados por associação criminosa, receptação qualificada, adulteração de sinal identificador de veículos e corrupção de menores.

“Esse trabalho em conjunto, que vai continuar, tem tido tantos resultados positivos que o preço do seguro de veículos caiu de forma bastante considerável este ano em Goiás”, afirmou o tenente coronel Giovani Rosa, comandante do 7º BPM.