Francisco Costa
Do Mais Goiás

Lissauer é reeleito presidente da Assembleia Legislativa de Goiás

Confira a nova composição da mesa diretora da Alego

Lissauer: não há plano B para decisão do STF que modifica regra de despesa com pessoal

O deputado estadual Lissauer Vieira (PSB) foi reeleito presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) na tarde desta quarta-feira (30). Nos demais cargos houve uma série de mudanças.

Não tiveram outros nomes na disputa. Somente o deputado Paulo Cezar (MDB) não esteve na eleição. Os outros 40 aclamaram a chapa única, que começa o mandato em 1º de fevereiro de 2021 e segue até 31 de janeiro de 2023.

Como já adiantado pelo Mais Goiás na coluna NoPonto, os três vices foram: Henrique Arantes (MDB), Cairo Salim (Pros) e Major Araújo (PSL). Na primeira secretaria, Álvaro Guimarães (DEM), em candidatura avulsa (que foi integra a chapa, posteriormente), foi eleito após a renúncia de Claudio Meirelles (PTC).

Os outros parlamentares eleitos são: 2º secretário, Júlio Pina (PRTB); 3º secretário, Sebastião Caroço (PSDB); e 4º secretário, Iso Moreira (DEM). Os eleitos irão terminar este mandato legislativo (2021-2023).

Intervenção do governo

Segundo o deputado Gustavo Sebba (PSDB), o governador Ronaldo Caiado (DEM) ligou dez minutos antes da sessão para o líder do governo, Bruno Peixoto (MDB), e pediu que fosse colocado o nome de Álvaro Guimarães (DEM) para a primeira secretaria, no lugar de Cláudio Meirelles.

“O governador pediu por uma questão pessoal. Nós somos um poder independente e essa foi mais uma intervenção.” Delegado Eduardo Prado (PV), por sua vez, disse que a solicitação foi feita na terça-feira (29).

Para tentar viabilizar o nome de Álvaro, a base chegou a esvaziar o plenário após um intervalo para discussão. Nesse momento, os parlamentares presentes reclamaram da postura do Executivo.

Discursos

Antes da eleição, o presidente Lissauer pediu pelo consenso e unidade na Casa. Apesar de reconhecer o trabalho de Álvaro, o pessebista defendeu o nome de Cláudio Meirelles.

Cláudio, antes de anunciar sua renúncia, afirmou que irá endurecer a postura. Ele ainda agradeceu aos nomes da base do governo que mantiveram compromisso com ele, como Karlos Cabral (PDT) e Rafael Gouveia (DC). Álvaro Guimarães, por sua vez, pediu o apoio de todos deputados e elogiou a postura de Lissauer. “Vocês, aqui, terão um companheiro leal.”

Composição 2021-2023

Presidente: Lissauer Vieira (PSB)
1° vice-presidente: Henrique Arantes (MDB)
2° vice-presidente: Cairo Salim (Pros)
3° vice-presidente: Major Araujo (PSL)
1º Secretário: Álvaro Guimarães (DEM).
2º Secretário: Júlio Pina (PRTB)
3º Secretário: Sebastião Caroço (PSDB)
4º Secretário: Iso Moreira (DEM)