MÚSICA

Lançamento do primeiro Walkman completa 41 anos

Comercializado até o ano de 2010, a linha de produtos Walkman vendeu cerca de 385 milhões de unidades no mundo todo


Fabricio Moretti
Do Mais Goiás | Em: 02/07/2020 às 11:47:51

Comercializado até o ano de 2010, a linha de produtos Walkman vendeu cerca de 385 milhões de unidades no mundo todo
Comercializado até o ano de 2010, a linha de produtos Walkman vendeu cerca de 385 milhões de unidades no mundo todo

Na última quarta-feira, dia 1º de julho, completou 41 anos desde que, em 1979 foi vendido no mercado japonês o primeiro Walkman. Atualmente a proposta dele pode até parecer banal, mas na época foi uma revolução: fazer as pessoas ouvirem música em um aparelho portátil em qualquer lugar e a qualquer momento dia.

O Walkman foi idealizado pelo co-fundador da Sony, Masaru Ibuka , e construído pela primeira vez pelos engenheiros de divisão de áudio Nobutoshi Kiraha e Kozo Osohne. A qualidade sonora do Walkman não era das melhores, convenhamos. Contudo, as pessoas não ligavam muito, afinal, a portabilidade era o grande atrativo do aparelho.

Recordando o funcionamento do Walkman, para mudar de música e ir para sua canção favorita era necessário usar os botões “Fast Forward” e “Rewind”. Mas as vezes só havia um único botão para fazer isso e não era um processo tão rápido.

O Walkman ainda trouxe outra revolução: poder gravar músicas. Muitas pessoas esperavam até que suas músicas favoritas tocassem na rádio, para poderem gravar em fitas K7 e depois ouvir no aparelho quando quisessem.

Ele foi comercializado até o ano de 2010 e, segundo estimativas oficiais, a linha de produtos Walkman vendeu 385 milhões de unidades no mundo, com versões que também tocavam CDs, MP3s e outras mídias. Durante o auge do aparelho, a Sony comercializava 50 mil novas unidades por mês somente no Japão.

Nas redes sociais, internautas comentaram o aniversário do companheiro musical de muitas décadas. “Um treco que comia pilha, fazia a gente rebobinar fita com Bic e parecia um tijolo. Uma maravilha tecnológica oitentista que fez muitos tios e tias felizes”, escreveu um.

“Meu pai me deu um quando eu tinha 14 anos. Minhas fitas eram feitas de músicas gravadas diretamente da Rádio Rock”, comentou outro.

11 anos sem Michael Jackson: relembre 10 grandes sucessos do artista