Cidades

Ladrões de banco são recapturados após tentativa de duplo homicídio

Em fevereiro, Eduardo Nonato da Silva, que estava escondido com o irmão em São Paulo, tentou matar ex-mulher e o atual companheiro dela em Anápolis


Fabricio Moretti

Do Mais Goiás | Em: 14/03/2019 às 15:37:17


Ladrões foram recapturados após tentativas de homicídio (Foto: Divulgação/DEIC)
Ladrões foram recapturados após tentativas de homicídio (Foto: Divulgação/DEIC)

Uma tentativa de duplo homicídio levou a Polícia Civil a recapturar dois ladrões de banco que estavam escondidos em uma comunidade no interior de São Paulo. Segundo a corporação, Eduardo Nonato da Silva, o “Dudu”, e seu irmão Fábio Nonato da Silva fazem parte de quadrilhas que roubam bancos em Goiás, no Tocantins, e no Pará, nas modalidades conhecidas como “novo cangaço”, e “sapatinho”.

A descoberta do endereço onde estavam escondidos os dois irmãos, em Carapicuíba, aconteceu depois que agentes do Grupo Anti Roubos a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), tomaram conhecimento que em oito de março passado, Eduardo foi até Anápolis e tentou matar a tiros sua ex companheira, e o atual namorado dela. Quando localizados no interior paulista, os irmãos ainda tentaram ludibriar os policiais apresentando documentos falsos. Durante as investigações e as prisões, os agentes do GAB da Deic contaram com o apoio da Polícia Federal do Tocantins, e de militares da Rotam.

“O Eduardo havia sido preso junto com outros cinco comparsas em 2016, logo após fazer familiares do gerente de um banco de Anápolis reféns e roubar todo o dinheiro da agência, crime este que é conhecido como sapatinho. Algumas semanas após a prisão, porém, ele fugiu da cadeia, e também de Goiás, até que, no mês passado, voltou para tentar executar sua ex mulher e o namorado dela, ocasião em que seguimos algumas pistas, e conseguimos descobrir onde ele estava escondido”, relatou a delegada Mayana Rezende, titular da Deic.

Ainda de acordo com a delegada, Eduardo possui quatro mandados de prisão em aberto, e o irmão dele, dois. Além de cumprir os mandatos, a Deic também irá indiciar os irmãos por porte ilegal de arma de uso restrito, uma vez que na casa em que eles estavam foi apreendidas uma pistola Calibre Nove Milímetros. Eduardo responderá, também, por tentativa de duplo homicídio.

Deic irá indiciar irmãos por porte ilegal de arma de uso restrito (Foto: Divulgação/DEIC)

Deic irá indiciar irmãos por porte ilegal de arma de uso restrito (Foto: Divulgação/DEIC)