Cidades

Ladrão que manteve motorista de aplicativo refém por mais de 15 horas é preso pela Deic

Além de perder o veículo, vítima teve prejuízo superior a R$ 6 mil por compras e saques efetuados com seus cartões


Murillo Soares

Do Mais Goiás | Em: 21/02/2019 às 16:35:35


(Foto: Divulgação/PC)
(Foto: Divulgação/PC)

Após três meses de investigações, agentes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam um suspeito de participar do roubo, seguido de sequestro relâmpago, praticado no final do ano passado contra um motorista de aplicativo de Goiânia. O segundo suspeito de participar da abordagem foi preso no mês passado em Piracanjuba.

Foi durante uma corrida feita fora do aplicativo que o motorista acabou rendido por dois supostos passageiros armados que contrataram uma viagem de Goiânia à Anápolis. O caso aconteceu na noite do último dia 15 de outubro. Mesmo após entregar as chaves do carro, o homem foi obrigado a permanecer com os criminosos, que lhe tomaram os cartões de crédito e débito. Com isso, efetuaram compras no comércio e saques em caixas eletrônicos.

“O motorista ficou pelo menos 15 horas trancado dentro do próprio carro e sendo vigiado pelo marginal que estava armado, enquanto o segundo bandido foi fazer compras e saques com cartões da vítima. Ele só não morreu de sorte, uma vez que um dos assaltantes já foi preso após matar uma pessoa em 2015”, relatou a delegada Mayana Rezende, titular da Deic.

Ao ser localizado em Goiânia, Ravel Gomes Correa, de 19 anos, que já acumula dez passagens por crimes diversos, confessou ter participado do roubo ao motorista de aplicativo. Marcos Aurélio Ferreira Dias, de 25 anos, que também participou da ação, está preso em Piracanjuba, onde responde por um homicídio. Os dois foram indiciados por extorsão qualificada, crime que tem pena de seis, a até 12 anos de reclusão. A orientação da titular da Deic é para que motoristas evitem fazer corridas fora dos aplicativos.