Celebridades

Kéfera perde processo e é condenada a pagar R$ 25 mil a taxista

A youtuber foi expulsa de um táxi e expôs o motorista em suas redes sociais, revelando nome, telefone e placa do veículo


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 22/11/2017 às 16:17:28

Kéfera Buchmann (Foto: Reprodução)
Kéfera Buchmann (Foto: Reprodução)

A youtuber Kéfera Buchmann foi condenada a pagar uma indenização de R$ 25 mil a um taxista após expor seus dados pessoais em sua conta de Snapchat. A artista postou um vídeo discutindo com o motorista e revelou seu nome, telefone e placa de seu veículo.

A situação aconteceu em 2015, mas a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo só foi publicada no último dia 13.

Segundo o taxista, Wlamir da Silva, ele pediu que Kéfera parasse de comer de uma marmita no veículo, pois o cheiro poderia incomodar os próximos passageiros. Ele também disse que, devido a um problema de saúde, ele mesmo poderia sentir-se mal. A youtuber teria se recusado e eles começaram a discutir.

Kéfera, entretanto, alega que recebeu autorização para comer de sua marmita. Segundo ela, a discussão começou quando ela pediu que Wlamir diminuísse a velocidade do veículo. Ela sublinhou que foi expulsa do táxi em uma avenida desconhecida. E, conforme disse, “clima de verdadeiro filme de terror”.

Nos snaps, Kéferia mostrou o rosto de Wlamir e pediu aos seus (milhões de) seguidores que ligassem para o taxista e fizessem reclamações ao Departamento de Transportes Públicos (DTP).

Decisão

 

O juiz responsável pelo caso apontou que a atitude da youtuber foi uma “vingança pessoal” e que suas ações foram desproporcionais ao problema. O taxista teria recebido mais de 5 mil ligações agressivas e ameaçadoras após a publicação de Kéfera.

Para o juiz, o taxista “acabou prejudicado não apenas em sua honra e imagem, mas também em sua atividade profissional”. O Google também deverá tirar do ar todos os vídeos que mencionam Wlamir da Silva. Kéfera Bunchmann não comentou o caso. (com informações do G1)