Juventus empata clássico e permite aproximação da Roma no Italiano

Com o empate no clássico, a diferença agora da líder Juventus para a rival é de apenas um ponto (40 a 39)

Em um clássico emocionante, com muita disputa e discussões, Juventus e Internazionale empataram por 1 a 1, nesta terça-feira na Arena Juventus, em Turim, no encerramento da 17.ª rodada do Campeonato Italiano. O resultado não foi nada bom para os donos da casa, que permitiram a aproximação da Roma na luta pela liderança da competição.

Mais cedo, a equipe da capital italiana havia vencido a Udinese por 1 a 0, em Údine. Com o empate no clássico, a diferença agora da líder Juventus para a rival é de apenas um ponto (40 a 39). Lazio e Napoli, em terceiro e quarto respectivamente, estão bem atrás com 30 pontos cada. Na próxima rodada, muita emoção pela frente com Napoli x Juventus, em Nápoles, e o clássico entre Roma e Lazio, no estádio Olímpico.

Bem distante de todas estas brigas na parte de cima da tabela de classificação está a Internazionale. Em reestruturação durante a temporada com a demissão do técnico Walter Mazzari e a contratação de Roberto Mancini, a equipe de Milão mostra sinais de melhora em campo, mas no campeonato ocupa a modesta 11.ª colocação, com 22 pontos. Longe até de uma vaga na Liga Europa.

O clássico marcou a estreia do atacante alemão Lukas Podolski na Internazionale. Ele entrou aos 10 minutos do segundo tempo, mas pouco fez em campo. Quem brilhou no começo, como vem acontecendo foi o argentino Carlitos Tevez, que abriu o placar para a Juventus logo aos quatro minutos. Bem posicionado na área, recebeu cruzamento do chileno Vidal pela direita para marcar seu 11.º gol na temporada, se consolidado como artilheiro isolado do Italiano.

Em vantagem no placar, a Juventus poderia confirmar a vitória facilmente, mas não aproveitou as chances criadas. No segundo tempo, a Internazionale voltou mais organizado e usou a velocidade para furar a zaga do time de Turim. Aos 19 minutos, Icardi recebeu lançamento longo de Guarín dentro da área e, mais rápido que os zagueiros, tocou na saída de Buffon para empatar.

A igualdade no placar estava boa para a equipe de Milão, que resolveu apostar nos contra-ataques e quase conseguiu a vitória. Só não a obteve porque, em um deles Icardi o desperdiçou bisonhamente, gerando muita discussão do ítalo-argentino Pablo Oswaldo, que estava livre para fazer o segundo gol, com ele.