Nas ruas

Justiça relaxa prisão suspeito de ter matado PM reformado em Aparecida de Goiânia

De acordo com os autos, prisão foi relaxada uma vez que não é possível provar que ele foi o autor dos disparos


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 27/07/2019 às 17:07:30

Suspeito de matar o PM foi preso pela equipe de Rotam  (Foto: Reprodução)
Suspeito de matar o PM foi preso pela equipe de Rotam (Foto: Reprodução)

A justiça relaxou a prisão em flagrante de Giliarde Sena Rosa, suspeito de matar a tiros um policial militar da reserva no Setor Veiga Jardim, em Aparecida de Goiânia. O documento, emitido neste sábado, tem força de alvará de soltura.

De acordo com a decisão da juíza Viviane Atllah, a prisão foi relaxada uma vez que não é possível provar que ele foi o autor dos disparos que vitimaram Raimundo Nonato Dias Leal, de 49 anos.

O documento atesta também que o suspeito apresentou um depoimento condizente com o exame de corpo de delito. Ao invés da prisão, Giliarde deverá comparecer mensalmente ao juízo e justificar as suas atividades.

O crime

De acordo com informações da Polícia Militar (PM), o cabo reformado estava em uma distribuidora de bebidas quando se desentendeu com um conhecido, que sacou uma arma e disparou contra a vítima. Em seguida, Giliarde foi encontrado por uma equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) com um revólver calibre 380 sem registro.

Conforme apurado pelo Mais Goiás, Giliarde foi encaminhado ao ao 4º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, onde foi autuado em flagrante. Lá o suspeito contou ter atirado no cabo após uma discussão, versão confirmada por testemunhas que também estavam na distribuidora.

Raimundo chegou a ser encaminhado para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã deste sábado.