Justiça manda todos os acusados a júri popular

Valério Luiz, de 49 anos, foi morto por volta das 14 horas do dia 5 de julho de 2012, no momento em que deixava seu trabalho na Rádio Jornal (820 AM), em Goiânia.




Finalmente sai a decisão que a família de Valério Luiz tanto esperava. A justiça determinou que os réus acusados pela morte do radialista Valério Luiz, em julho de 2012, sejam levados a julgamento pelo Tribunal do Júri, em decisão divulgada nesta quarta-feira (13).

Entre os réus estão, o tabelião Maurício Sampaio, os policiais militares Ademá Figueredo Aguiar Filho e Djalma Gomes da Silva, o motorista Urbano de Carvalho Malta e o açougueiro Marcus Vinícius Pereira Xavier, o Marquinhos.

O Ministério Público de Goiás denunciou Ademá Figueredo e Maurício Sampaio por homicídio qualificado, mediante paga ou promessa de recompensa e à traição, de emboscada. Os demais envolvidos foram denunciados por coautoria.. Ainda não foi definida a data para o Júri.

O caso

Valério Luiz, de 49 anos, foi morto por volta das 14 horas do dia 5 de julho de 2012, no momento em que deixava seu trabalho na Rádio Jornal (820 AM), em Goiânia. Segundo informações da Polícia Militar, uma moto se aproximou do carro em que o radialista estava e disparou seis tiros contra ele. Marcus Vinícius seria o autor dos disparos.