Saúde em greve

Justiça determina que servidores municipais da Saúde devem manter ao menos 90% do atendimento

A decisão é do desembargador Alan Sebastião de Sena Conceição.




Após pedido de ilegalidade da paralisação pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) determinou que servidores municipais da Saúde terão que manter ao menos 90%.  A decisão é do desembargador Alan Sebastião de Sena Conceição.

Caso os sindicatos da categoria desobedeçam o limite imposto pelo tribunal, serão condenados a pagar multa de R$ 30 mil por dia.

Tópicos