Adiado

Julgamento de acusados de matar garota de programa é adiado

Sessão estava prevista para esta segunda (11), mas a data foi transferida para que o MPGO pudesse juntar novos documentos ao processo





//

O julgamento dos supostos assassinos de Kelly Tatiany Costa Silva, que deveria ocorrer nesta segunda-feira (16/11) foi adiado para a próxima terça-feira (24). O adiamento ocorreu após o Ministério Público de Goiás (MPGO) solicitar o prazo extra para fazer a juntada de documentos considerados essenciais para o processo. Houve a concordância por parte da defesa e o juiz Jesseir Coelho de Alcântara, do 1º Tribunal do Júri da capital, que presidiria a sessão, remarcou a nova data.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), André Luiz Marques da Silva e Maycon Miranda do Nascimeno mataram a vítima a mando de Leandro Fernandes Dias, por motivo torpe e utilizando meio cruel. Segundo o MPGO, Leandro era traficante de drogas na Região Noroeste da capital e mantinha André e Maycon sob o seu comando.

A vítima era garota de programa e usuária de drogas. Na denúncia, o MPGO afirma que a vítima estava delatando os traficantes à polícia e fazendo trabalhos de magia negra para que não fosse vendida droga no local em que ela fazia ponto de prostituição.

No dia do crime, Maycon e André, após entrarem em luta corporal com a vítima, a dominaram e a asfixiaram com um instrumento que comprimiu seu pescoço. Depois de matarem Kelly, os dois a penduraram com um cinto atado a uma caixa de ferro na calçada, que guarda fios telefônicos. Os três denunciados estão presos.

O crime ocorreu em 18 de maio do ano passado e os acusados foram presos no dia seguinte. Eles estão presos desde então.

Tópicos