Do Mais Goiás

Juíza absolve Pistorius de acusações de homicídio doloso

A juíza afirmou que a promotoria não conseguiu provar que o atleta

A Juíza sul-africana Thokozile Masipa inocentou, nesta quinta-feira, o atleta olímpico e paralímpico Oscar Pistorius de todas as acusações de assassinato, dizendo que ele não previu que poderia matar alguém na noite em que atirou em sua namorada, Reeva Steenkamp.

Masipa afirmou que a promotoria não conseguiu provar que o atleta. “O Estado não provou além de qualquer dúvida razoável que o acusado é culpado de assassinato premeditado. Simplesmente não há fatos suficientes para sustentar essa conclusão”, disse.

“É evidente que ele subjetivamente não previu isso como uma possibilidade de que iria matar a pessoa por trás da porta, e muito menos a falecida, já que ele pensou que ela estava no quarto”, relatou Masipa a um tribunal lotado, enquanto as lágrimas escorriam pelo rosto de Pistorius.

A promotoria disse que Pistorius matou Reeva em 14 de fevereiro do ano passado depois de uma discussão acalorada. O ex-astro dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos alegou que foi um trágico acidente, pois atirou depois de confundi-la com um invasor. Pistorius ainda pode ser considerado culpado de homicídio culposo, se a juíza considerar que o atleta foi negligente quando matou Reeva a tiros.

Entenda o caso

Oscar Pistorius foi julgado pelo assassinato da modelo e namorada Reeva Steenkamp. O sul-africano a alvejou em fevereiro do ano passado, mas diz ter se tratado de um engano. Segundo Pistorius, ele acordou nas primeiras horas do dia dos namorados para pegar um ventilador, quando ouviu um barulho vindo do banheiro.

Sentindo-se inseguro por estar sem suas próteses, o velocista pegou a pistola 9mm que guardava na cabeceira da cama e atirou quatro vezes através da porta. Só depois disso, ele teria percebido que Reeva não estava na cama e que poderia ter sido atingida por engano. Ele, então, teria colocado as próteses e chamado ajuda para carregar a modelo até a parte inferior da casa, onde ela morreu antes da chegada dos médicos.