HOLA, QUE TAL?

Juiz anula chapa em Morrinhos por causa de candidata que mora na Espanha

Justiça reúne evidências que mostram que Cristiane Valéria está separada de Morrinhos por um oceano Atlântico


Alexandre Bittencourt
Do Mais Goiás | Em: 19/10/2020 às 17:51:18

Cristiane Valéria, candidata a vereadora que, segundo a Justiça, mora na Espanha (Foto: Facebook)
Cristiane Valéria, candidata a vereadora que, segundo a Justiça, mora na Espanha (Foto: Facebook)

Em sentença publicada no começo da tarde desta segunda-feira, o juiz eleitoral Diego Custódio Borges, da 22a. zona eleitoral de Morrinhos, anulou o registro de candidatura da chapa de candidatos a vereador do Patriota de Morrinhos porque, de acordo com o juiz, há evidências que comprovam que uma das candidatas inscritas pelo partido mora na Espanha – a um oceano Atlântico de distância da cidade em que ela se propõe atuar.

Trata-se de Cristiane Valéria Souza da Silva. A sentença diz que o oficial de justiça conversou por telefone com o filho de Cristiane a fim de obter informações sobre a venda do imóvel onde ela supostamente mora, e que aí obteve a certeza de que a candidata mora na Espanha. 

Vídeos da candidata mostram latas de lixo com dizeres em espanhol

Outros indícios foram colhidos para subsidiar a sentença. A análise das redes sociais de Cristiane, por exemplo, deixou claro para o juiz que o “ânimo de residir pertence àquele país”. “Inclusive as suas mídias de campanha se utilizam de imagens e vídeos produzidos lá, nas quais é possível, por aproximação de tela, identificar que a linguagem das placas é o espanhol, não o português que se fala em Morrinhos”. 

O Mais Goiás conferiu o perfil da candidata no Facebook. Há um vídeo em que um locutor afirma que, se ela for eleita, vai lutar pelo meio ambiente. “A defesa do meio ambiente ao qual Cristiane Valéria se agarra como marca de sua campanha acontece pela vivência que a candidata tem da reciclagem de lixo, porém na Espanha”, diz o juiz na sentença.

A gerente da agência do Banco do Brasil em Morrinhos disse ter ouvido de Celisvaldo Inácio, ex-presidente do Patriota, a informação de que Cristiane reside no exterior. “Cristiane Valéria não está presente em Morrinhos para que possa, efetivamente, conquistar, pelo voto do eleitor, o direito de colocar em prática as medidas ambientais vigentes e adotadas no país de primeiro mundo em que vive”.

Clique aqui para ler a íntegra da sentença.

O juiz cita um trecho escrito pelo doutrinador José Jairo Gomes em que ele diz que é comum a prática de lançar a candidatura de mulheres que na realidade não disputarão efetivamente o pleito. “São candidaturas fictícias. Os nomes femininos são incluídos na lista do partido tão somente para atender à necessidade de preenchimento do mínino de 30%, viabilizando-se, com isso, a presença do partido e de seus candidatos nas eleições”. 

O Mais Goiás conversou com Celisvaldo, que vai recorrer da sentença. Ele afirma que Cristiane está com passagem de volta para o Brasil agendada para o dia 26 de novembro e que ela está na Espanha para tratar da sucessão patrimonial do marido, de nacionalidade espanhola, que teria falecido recentemente. “A mãe dela mora no Jardim América, aqui em Morrinhos, e a tem representado em todas as nossas reuniões. Além disso, Cristiane seguiu todos os protocolos necessários para registrar a sua candidatura de forma legal. Não dou conta nem de classificar ainda esta decisão do juiz”, afirma.

O Mais Goiás não conseguiu contato com Cristiane ou com a mãe dela, mas o espaço está aberto para manifestação. Com a decisão, a candidatura de todos os candidatos a vereador do Patriota de Morrinhos está impugnada. Cabe recurso.