Benefícios

Jovens de até 29 anos podem se cadastrar no programa Identidade Jovem, em todo o Brasil

Além da meia-entrada, o documento também oferece descontos em viagens interestaduais


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 22/01/2020 às 15:27:58

(Foto: Site ID Jovem)
(Foto: Site ID Jovem)

Em todo o Brasil, jovens com idades de até 29 anos podem se cadastrar para receber os benefícios do programa Identidade Jovem. As inscrições podem ser feitas pela internet. Para se cadastrar é preciso ter entre 15 e 29 anos e estar inscrito no CadÚnico com NIS ativo, com informações atualizadas há pelo menos 2 anos. Não é necessário ser estudante. Conhecido como ID Jovem, ele oferece diversos benefícios como meia-entrada para eventos culturais e esportivos; vagas gratuitas e com descontos em transportes coletivos.

O jovem deve possuir renda familiar de até 2 salários mínimos (R$ 1874) . O CadÚnico pode ser feito nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), que geralmente ficam nas Prefeitura dos municípios. É necessário levar todos os documentos pessoais dos integrantes da família, comprovante de endereço, comprovantes de renda e carteiras de trabalho dos trabalhadores.

Depois de estar incluído no CadUnico, e aprovado o cadastro no CRAS, é hora de gerar a ID Jovem. Os interessados têm duas opções: no aplicativo oficial para smartphones ou pelo site oficial do programa. Os dados são analisados pelo programa, e caso o candidato seja aprovado, será gerado um número de NIS que pode ser usado para retirar o documento.

Benefícios da ID Jovem

O documento faz parte da Lei da Juventude. E garante: meia entrada em cinemas, shows, teatros, jogos de futebol, e quaisquer outras áreas culturais, como museus, parques naturais. . Para viagens os benefícios são: reserva de assentos em viagens interestaduais, 2 assentos com 100% de gratuidade e 2 assentos com no mínimo 50% de gratuidade do valor da passagem, sendo válidos ônibus, trens e barcos de classe convencional. Em concursos o documento garante: isenção em concursos públicos e vestibulares de universidades e institutos federais, assim como qualquer cidadão cadastrado no Cadastro Único.