Ton Paulo
Do Mais Goiás

Jovem vai para UTI após ser empurrado da sacada em Caldas Novas

Caso teria ocorrido após desentendimento numa festa. Estado do rapaz é considerado grave

Uma confusão registrada na madrugada desta quinta-feira (24), véspera de Natal, no sobrado de um condomínio fechado em Caldas Novas, no Sul de Goiás, terminou com um jovem de 22 anos internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo a Polícia Civil, após se desentender com os presentes numa festa que acontecia no sobrado, Luiz Henrique Romano, natural de Morrinhos, foi empurrado da sacada e caiu de uma altura de 5 metros.

O caso ocorreu por volta das 3h30 de hoje, em Caldas Novas. Ao Mais Goiás, o advogado de Luiz, Murilo Falone, relata que tudo teve início quando o jovem estava em uma boate do município e foi convidado por algumas amigas para uma festa que acontecia no sobrado. Após algum tempo no local, a rapaz teria se desentendido com um grupo que estava no evento.

Conforme é possível ver pelas imagens de câmeras de segurança, uma briga tem início e algumas pessoas acabaram caindo na piscina. Luiz, que estava acompanhado de outros dois amigos, passa a ser agredido e um dos homens chega a aplicar nele um golpe “mata leão”.

Ainda segundo mostrado nas imagens, Luiz consegue se desvencilhar e parece tentar sair da piscina. Neste momento, um dos rapazes envolvidos na confusão é visto o empurrando para fora da piscina. O ato causa a reação dos demais presentes.

Para Falone, o ato foi “claramente uma tentativa de homicídio”. “Inclusive, nos relatos das testemunhas que foram ouvidas na delegacia, os outros participantes falaram para o agressor ‘O que você fez?!’ e ele respondeu ‘Você quer que eu jogue você daqui de cima também?'”, narra.

O rapaz caiu de uma altura de 5 metros. Ele foi levado por alguns dos presentes ao Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Caldas Novas. Conforme o boletim médico da unidade, Luiz deu entrada apresentando politrauma grave e múltiplas fraturas, incluindo na vértebra e na clavícula.

Segundo médico Joaquim Guilherme, que participou do atendimento ao rapaz, seu estado é considerado grave. Ele segue internado na UTI.

Investigação

Ao Mais Goiás, o delegado Rogério Moreira, que já investiga o caso, informou que o suspeito de ter empurrado Luiz, identificado como Sérgio Júnior, se apresentou hoje na delegacia. Conforme o delegado, Sérgio admitiu que empurrou a vítima.

Moreira relata que o que se investiga agora não é o ato em si, uma vez que já se confirmou que Luiz foi empurrado, mas a intenção, ou não, de matar. Caso se constate o dolo, Sérgio poderá responder por tentativa de homicídio.

A reportagem tentou contato com Sérgio pelo telefone de sua empresa, mas não obteve retorno. O espaço permanece aberto.