Trânsito

Jovem que se acidentou de moto após cair em buraco permanece em estado grave

Ele pilotava a 140 quilômetros por hora, segundo delegacia apurou. Câmeras de monitoramento vão esclarecer como aconteceu o acidente


Jairo Menezes
Do Mais Goiás | Em: 18/12/2017 às 19:20:28

(Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal)
(Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal)

Ainda é grave o estado de saúde de Pedro Henrique Ramos de Oliveira, de 21 anos. Ele se acidentou quando conduzia uma motocicleta, na Avenida Santos Dumont, do Setor Santa Genoveva, no sábado, 16.

Segundo apuraram agentes da Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict), Pedro estava a 140 quilômetros por hora quando o pneu da frente da moto caiu em um buraco. Ele bateu em uma árvore, antes de ser arremessado.

Com o impacto, o veículo foi parar a cerca de 100 metros de onde ele aguardava por socorro inconsciente.

(Foto: Dict)

O último boletim médico de Pedro Henrique, emitido pelo Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), informava que ele ainda estava intubado, sedado e internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O rapaz de 21 anos comoveu os amigos das redes sociais.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Pelo perfil dele no Facebook, onde demonstra gostar de esportes, amigos se consternaram com o fato. “Venho informar que ele está em coma”, disse um deles. “Foi na frente do meu serviço. Machucou muito. Ele estava correndo demais”, comentou outro. “Vai dar tudo certo”, estimou outro.

INVESTIGAÇÃO

A Dict já iniciou as investigações para apurar responsabilidades. Segundo a delegada Adriana Fernandes, que está à frente do caso, as imagens do sistema de monitoramento de comércios próximos de onde aconteceu. “A intenção é descobrir se havia outro veículo envolvido; caso fique confirmado que ele se acidentou só, a investigação fica para apurar duas responsabilidades: a imperícia, por conta da velocidade (a via permite até 30 km/h) e a situação da via.”

Caso fique confirmado que uma das causas foi mesmo um buraco que estava na avenida, a delegada vai ouvir formalmente representantes do município de Goiânia. Na semana passada o Secretário Municipal de Infraestrutura (Seinfra), Fernando Cozzeti Bertoldi de Souza foi ouvido sobre a morte de uma policial civil no dia 21/11. Ela transitava em uma motocicleta pela Avenida Castelo Branco, quando passou por um bueiro elevado do asfalto, caiu e foi atropelada.

(Foto: Arquivo pessoal/Paulo César Jr./Reprodução)

Segundo a delegada Nilda Ferreira Limas, que ouviu o secretário municipal, ele disse em depoimento que a causa da tampa do bueiro estava elevada do asfalto é de responsabilidade da Saneago, que administra esse tipo de obras. O secretário também disse que é de responsabilidade da empresa de saneamento comunicar à Seinfra para que a cobertura com asfalto seja feita em seguida. A delegada disse que um representante da Saneago deverá ser ouvido nos próximos dias. Caso fique comprovada a responsabilidade de qualquer um dos órgãos, os representantes responderão civilmente pelo crime de homicídio culposo.