Cidades

Jovem morre afogado ao mergulhar em represa de fazenda, em Jataí

Segundo a delegada do 1º DP de Jataí, o jovem estaria na fazenda para prestar serviços quando decidiu mergulhar no lago para se refrescar e não voltou mais


Thaynara Cunha

Do Mais Goiás | Em: 06/02/2019 às 11:00:12


(Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros)
(Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros)

Um jovem de 25 anos morreu afogado, na tarde desta terça-feira (5), enquanto nadava em uma represa, na zona rural de Jataí, a 321 quilômetros de Goiânia. Segundo a Polícia Civil (PC), a vítima estava prestando serviço para os donos da fazenda quando decidiu mergulhar.

De acordo com a delegada titular do 1º Distrito Policial (DP) de Jataí e responsável pelo caso, Paula Daniela Ruza, o jovem teria ido com alguns colegas de trabalho à Fazenda Bom Jardim para montar uma torre de transmissão de telefonia celular. Logo depois de lanchar, por volta de 16h, Weslley Alves Carvalho Filho, de 25 anos, entrou em uma represa da propriedade para se refrescar enquanto os outros servidores aguardavam às margens. O jovem mergulhou e não voltou à superfície.

Conforme o Corpo de Bombeiros, minutos depois do mergulho, os colegas perceberam que Weslley ainda não havia saído da água. Foi então que decidiram acionar os bombeiros. Uma equipe de mergulhadores chegou pouco tempo depois e, após 30 minutos de buscas, localizou o corpo no fundo do lago.

(Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros)

(Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros)

Investigação

Segundo a delegada, um inquérito policial foi instaurado para investigar o que de fato ocorreu a Weslley. Uma equipe da Polícia Técnico Científica esteve na propriedade rural e realizou perícia no local do afogamento.

A delegada aguarda o laudo pericial da Polícia Técnico Científica e cadavérico do Instituto Médico Legal (IML) para dar verificar a causa da morte e compreender a dinâmica do ocorrido. O próximo passo das investigações será dar início às oitivas das testemunhas.

*Thaynara Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo