FolhaPress

Jovem gay vítima de estupro coletivo em Florianópolis deixa hospital

Autores inseriram objetos cortantes no ânus da vítima

Jovem gay vítima de estupro coletivo em Florianópolis deixa hospital
Jovem gay vítima de estupro coletivo em Florianópolis deixa hospital (Foto: Reprodução/Freepik)

O jovem gay de 22 anos que sofreu um estupro coletivo na semana passada em Florianópolis já está em casa e recebe atendimento psicológico. A informação foi dada pela advogada Margareth Hernandes, presidente da Comissão de Direito Homoafetivo e Gênero da OAB-SC (Ordem dos Advogados do Brasil de Santa Catarina), que acompanha o caso.

Hernandes se reuniu com o delegado responsável pelo caso na tarde de hoje. Segundo ela, as investigações ainda estão em andamento. “O processo está correndo sob sigilo, tendo em vista as perícias e apurações dos fatos e autores”, disse.

A vítima também teria dito que, por enquanto, prefere permanecer anônima.

Relembre o caso

O crime aconteceu na segunda-feira (31), no centro de Florianópolis, quando o jovem foi abordado por três homens na rua. Eles o atacaram e o estupraram, inserindo objetos cortantes em seu ânus. Em seguida, usaram os mesmos objetos para cortar sua perna e escrever a palavra “veado”.

A vítima foi socorrida e levada a um hospital em estado grave. As investigações estão sendo conduzidas pela 5ª Delegacia de Polícia de Florianópolis. A hipótese mais provável é que se trate de um crime de ódio.

Casal gay é ameaçado e perseguido em parque de Anápolis; vídeo.