Maus-tratos

Jovem é preso suspeito de agredir a avó deficiente em Novo Gama

De acordo com a PC, além de agredir a idosa, o jovem também pegava o dinheiro que a vítima recebia do governo. Ele foi preso e levado para o presídio na cidade


Kayque Juliano
Do Mais Goiás | Em: 25/01/2019 às 11:39:51

O suspeito foi autuado por Lesão Corporal qualificada
(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
O suspeito foi autuado por Lesão Corporal qualificada (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Um jovem de 19 anos foi preso na tarde desta quinta-feira (24), suspeito de agredir, maltratar e se aproveitar financeiramente da avó de 62 anos, em Novo Gama, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com a Polícia Civil (PC), a idosa é portadora de deficiência física e mental e morava com o neto. O suspeito nega as acusações.

Segundo a PC, a corporação já havia recebido diversas denúncia dos maus-tratos. No entanto, quando os policiais chegavam na residência, a vitima sempre negava as agressões e dizia que o neto apenas cuidava dela, se recusando acompanhar os agentes.

Contudo, os policiais receberam uma nova denúncia na tarde desta quinta-feira (24) e quando chegaram no local encontraram a vítima completamente machucada e com vários hematomas pela cabeça e no rosto. Na casa, foi constatado que a senhora vivia em condição precária, sem iluminação, sem alimentos e sem higienização.

“Questionado sobre os ferimentos, o neto negava as agressões e dizia que os machucados eram provocados por quedas da idosa. Mas essa justificativa não convenceu a equipe, por não condizer com ferimentos de queda da própria altura”, explica o delegado Rafael Isis Leal.

De acordo com a PC, a vítima também recebe um benefício do governo, dinheiro que era retido pelo neto. Diante das suspeitas, os policiais prenderam em flagrante Victor Hugo Macedo que foi autuado pelo crime de lesão corporal qualificada e foi recolhido no presídio  do município.

A idosa foi levada para o Instituto Médico Legal (IML) onde passou por exames de corpo de delito onde foram comprovadas as agressões sofridas.  Por conta dos ferimentos, a vítima foi levada para o hospital da cidade para que ficasse em observação.

O delegado responsável pelo caso, Rafael Isis Leal, afirmou que os policiais, juntamente com o Conselho Tutelar de Novo Gama, tentam localizar outros familiares da idosa que estejam aptos a prestar os cuidados necessários.