Surpreendeu

Jovem é preso após se arrepender de roubar carro de motorista de aplicativo, em Trindade

Segundo a Polícia Civil, Carlos teria usado uma arma falsa para realizar o assalto. Horas depois, o jovem ligou para a polícia e se entregou


Thaynara Cunha
Do Mais Goiás | Em: 04/03/2019 às 12:15:08

(Foto: Reprodução / G1 Goiás)
(Foto: Reprodução / G1 Goiás)

Um rapaz de 19 anos foi preso, na manhã deste domingo (3), após se arrepender de ter roubado o carro de um motorista de aplicativo, em Trindade, Região Metropolitana da capital. Conforme a Polícia Civil (PC), o jovem solicitou uma viagem de Goiânia à Trindade e, no momento em que a corrida acabou, anunciou o assalto.

Segundo a corporação, o fato ocorreu no início da noite do último sábado (2), quando Carlos Henrique Moreira Sousa, de 19 anos, teria decidido ir à casa de um amigo que mora em Trindade. Carlos teria passado o dia todo ingerindo bebidas alcoólicas com alguns amigos em sua casa, em Goiânia, e, por isso, achou melhor chamar um motorista de aplicativo para leva-lo até o município vizinho.

Ao chegar em Trindade, Carlos tirou um simulacro de pistola de dentro de sua mochila e rendeu o motorista. O jovem mandou que o condutor entregasse a carteira, o celular e descesse do veículo, um VW Gol, de cor preta. Depois de cometer o crime, o rapaz foi pra casa do amigo e lá passou a noite.

(Foto: Reprodução / Facebook)

Veículo roubado por Carlos (Foto: Reprodução / Facebook)

Arrependimento

Quando acordou, na manhã seguinte, Carlos teria se dado conta do que fez e, então, ligado para a polícia para se entregar. A atitude do rapaz surpreendeu a polícia, que decidiu enviar uma  equipe da Polícia Militar (PM) até o local onde o jovem estava para averiguar a situação.

Carlos contou o ocorrido e disse que estava embriagado no momento do crime. Disse que estava arrependido e se colocou à disposição dos militares, que o levaram preso. Os policiais também apreenderam o veículo furtado e o simulacro de pistola.

Conforme a PC, o suspeito, veículo e arma utilizada foram apresentados à Central de Flagrantes da PC em Trindade. Carlos foi autuado pelo crime de roubo e foi ouvido pelo delegado plantonista. O motorista de aplicativo também já foi ouvido e confirmou a versão dada pelo suspeito.

Carlos foi levado para a Unidade Prisional de Trindade, onde aguarda a audiência de custódia que definirá se ele vai responder pelo crime preso ou em liberdade.

Segundo a corporação, caso seja condenado, o jovem pode pegar até 10 anos de prisão. Contudo, como Carlos não possuía passagens pela polícia e se entregou de boa vontade à polícia, sua pena poderá ser reduzida.

*Thaynara da Cunha é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Thaís Lobo