Cidades

Jovem é morto a tiros dentro de ônibus, em Aparecida de Goiânia

Matheus Victor, 21 anos, havia acabado de embarcar no transporte coletivo quando foi surpreendido pelo criminoso que entrou no veículo atirando


Kayque Juliano

Do Mais Goiás | Em: 14/09/2018 às 09:30:29


O caso é investigado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia. (Foto: Leitor do Mais Goiás)
O caso é investigado pelo Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia. (Foto: Leitor do Mais Goiás)

O jovem Matheus Victor  de Jesus Miguel, 21 anos, foi morto a tiros dentro de um ônibus do transporte coletivo na tarde desta quinta-feira (13), em Aparecida de Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, o rapaz havia acabado de embarcar no coletivo da linha 030, quando foi supreendido pelo autor que entrou atirando.

Segundo a corporação, o caso aconteceu por volta das 15 horas. O jovem aguardava em um ponto da BR-060, momento em que coletivo chegou e ele embarcou. Após alguns metros do local do embarque, o ônibus que faz a linha Garavelo/Veiga Jardim, foi interceptado por um veículo Fiat Pálio.

O passageiro desceu do carro com uma arma em punho e atirou contra os vidros do coletivo. Em seguida, o criminoso foi até a porta e, com uma coronhada, quebrou o vidro da porta. O motorista abriu a porta, momento em que o autor foi até Matheus e disparou várias vezes.

Em nota, a RedeMob Consórcio esclarece a dinâmica do crime e reforça que nenhum outro passageiro e nem o motorista ficou ferido.

“Informamos que o crime ocorrido na tarde de ontem, na BR-060, dentro de um ônibus do transporte coletivo, está sendo investigado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Esclarecemos que o ônibus foi fechado por um carro de passeio de onde desceu um homem atirando, quebrou a porta dianteira do ônibus e disparou contra a vítima. Nenhum outro passageiro e nem o motorista ficaram feridos” 

“A mãe da vítima esteve no local, mas não soube nos informar a motivação e nem a autoria do crime. Mas identificamos que ele já foi preso pelo crime de roubo e atualmente usava uma  tornozeleira eletrônica. Agora vamos identificar se o homicídio tem alguma relação com o caso”, explica o delegado do Grupo de Investigação de Homicídios de Aparecida de Goiânia, Klayter Camilo.

O local do crime foi isolado pela Polícia Militar (PM) até a realização da perícia e os procedimentos de praxe do GIH. O corpo do rapaz foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia.