Jovem divulga foto de barbearia “humilde”, viraliza na internet e recebe ajuda

A postagem viralizou, virou notícia e uma vaquinha online foi criada para que as pessoas ajudem Adam com doações para equipar o negócio dele


Da Redação
Do Mais Goiás | Em: 13/10/2019 às 14:43:23

Jovem divulga foto de barbearia
Jovem divulga foto de barbearia "humilde", viraliza na internet e recebe ajuda (Foto: Reprodução | Facebook)

Na última semana, o jovem Adam Kelvim, de 19 anos, postou uma foto da barbearia que ele havia aberto recentemente. Na legenda, ele diz que o lugar é “humilde”, mas que ele é um barbeiro experiente. A postagem viralizou na internet e até uma vaquinha online foi criada para ajudá-lo.

“Lugar ainda está humilde… porque a condição ainda não está boa para dar conforto a vocês… Mais [sic] convido a todos que quiser cortar o cabelo fazer barba estou cobrando 10$”. No post, ainda explica que tem um ano e três meses de experiência na área e que sabe fazer todos os tipos de cortes de cabelo: do degradê ao social. O jovem é da cidade de Jacareí, no interior de São Paulo.

Em apenas quatro dias, o post recebeu 11 mil curtidas e quase três mil comentários. A maioria das pessoas o parabenizou pela força de vontade e o encorajou a continuar na empreitada. A postagem viralizou, virou notícia e uma vaquinha online foi criada para que as pessoas ajudem Adam com doações para equipar o negócio dele.

Ele conta que pais o apoiaram e que conseguiu inaugurar seu espaço, improvisado na garagem de casa. E no ano passado fez um curso gratuito da Prefeitura e conseguiu experiência em barbearias do bairro. “Meu sonho agora é pintar as paredes, colocar um piso bacana, uns quadros nas paredes. Dar conforto para os meus clientes”, afirma Adam.

Como ajudar o jovem

A vaquinha online foi criada por Ceci Sousa, blogueira do Jornal O Vale, que o entrevistou. Nas redes sociais, ela publicou atualizações sobre a repercussão do caso. Na última sexta-feira (11), Adam recebeu doações de materiais de construção e, no dia seguinte, começou a reforma do espaço, com a ajuda de voluntários. Ela ainda explica que a vaquinha continua, para que outros materiais sejam adquiridos com o dinheiro das doações.

*Com informações do Portal UOL e da blogueira Ceci Sousa