Do Mais Goiás

Jovem baleado em borracharia de Jataí indica nome do suspeito, que é preso

O suspeito foi encontrado com amigos em uma casa da região, pouco tempo após o crime

Um jovem de 21 anos foi baleado com três tiros em uma borracharia do município de Jataí, na manhã do último sábado (31). Segundo informações da Polícia Militar (PM), ao ser socorrido ainda consciente, o rapaz conseguiu revelar o nome do autor dos disparos. O suspeito foi encontrado com amigos em uma casa da região, pouco tempo após o crime.

Conforme a PM, uma equipe fazia a patrulha quando recebeu a informação de que um homem havia sido baleado em uma borracharia situada na Avenida Verano de Oliveira Lima, no setor Vila Progresso, em Jataí. A corporação relata que os policiais militares se deslocaram ao endereço informado e se depararam com a vítima caída no chão, com quatro perfurações aparentes feitas por balas.

Ainda segundo a PM, questionada pela equipe sobre a autoria dos disparos, a vítima respondeu que conhecia o suspeito e informou seu nome e descrição física.

A prisão do suspeito

Assim que começaram a busca pelo suspeito, a equipe policial abordou um veículo modelo Celta cujo motorista, de acordo com a PM, estava em atitude suspeita. O homem estava acompanhado de duas pessoas, uma delas, sua namorada. Na bolsa dela, os policiais encontraram uma arma de fogo.

O trio, então, levou os policiais até uma casa onde estavam amigos do casal. Entre eles, conforme relato policial, estava o suspeito de ter atirado no rapaz na borracharia. De acordo com a PM, a equipe policial chegou no exato momento em que o suspeito queimava as roupas usadas durante o crime. A motocicleta usada no crime também estava na casa.

Durante uma busca na residência, os policiais encontraram diversos entorpecentes como comprimidos de ecstasy, porções de maconha e cocaína frascos de anti-respingo de solda (utilizado como alucinógeno). Diante do flagrante, foram todos conduzidos ao 14°DP.

A vítima dos disparos foi encaminhado ao hospital, onde foi submetido à cirurgia. Seu quadro é estável.

Já o suspeito do crime foi autuado por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil. Já o indivíduo que foi abordado pela PM foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, uma vez que a pistola encontrada com sua namorada era de sua propriedade.