Do Mais Goiás

Jataí acata fiscalização mais rígida na aplicação de vacina contra Covid-19

Recomendação foi feita pelo MP-GO para evitar fraudes na comprovação de documentos

Vacinação
Estudo foi feito com 75 mil pacientes de Miami e recebeu que vacinados tem menor incidência de AVC, trombose e internações da UTI (Foto: Claudivino Antunes/Secom Aparecida)

A prefeitura de Jataí  anunciou, na última sexta-feira (14), que acatará a recomendação feita pelo promotor de Justiça Augusto César Borges Souza para evitar fraudes na nova etapa de vacinação contra a Covid-19 no município localizado no Sudoeste goiano. Em uma reunião com o promotor e demais autoridades, o secretário municipal de Saúde, Amilton Fernandes Prado afirmou que os profissionais de Saúde já foram notificados sobre a fiscalização mais rígida dos documentos para a aplicação do imunizante.

A recomendação foi feita pelo órgão ministerial na última terça-feira (11) e servia pra alertar os gestores sobre possíveis fraudes na vacinação do grupo de risco que compõe a nova etapa de imunização na cidade. Jataí aplica doses em pessoas com comorbidades e deficiência permanentes. O promotor descreve que os critérios adotados na Nota Técnica n° 10/2021 da Secretaria Estadual da Saúde (SES) são “frágeis” para comprovar o enquadramento das pessoas que se encaixam no novo grupo.

O documento exemplicava casos de possíveis fraudes como parentescos entre paciente e médico, a ausência de ligação entre comorbidade e a especialidade médica descrita no atestado, entre outras medidas que mostram um diagnóstico precário ou até mesmo da inexistência de acompanhamento médico.

O texto ainda traz que o profissional de Saúde responsável por aplicar as doses deve ter bastante atenção no formulário apresentado pelo paciente. Caso haja alguma informação fundada para possível fraude, o caso deve ser notificado ao MP-GO para que o mesmo seja investigado e puna eventuais responsabilidades.