Tóquio

Japão pode fazer medalhas de celulares reciclados

País nipônico quer dar um exemplo de sustentabilidade nos jogos de 2020




Segundo o site Nikkei, o comitê olímpico do Japão quer dar um grande exemplo nos Jogos Olímpicos de Tóquio. É sabido que não há prêmios em dinheiro e que as medalhas não são feitas dos seus respectivos nomes – com exceção da de prata, que é 100% prata – então, agora, os japoneses tiveram uma ideia.

 

O Japão por décadas foi conhecido como o país da inovação tecnológica, especialmente nos anos 1980 – inclusive virando pano de fundo em muitos filmes de futuros distópicos em que o mundo era dominado por corporações japonesas  – e, com isso em mente, o país resolveu reaproveitar o seu lixo eletrônico.

 

Eles estão considerando forjar as medalhas olímpicas de 2020 usando eletrônicos reciclados, especialmente smartphones. Porém, pra ideia funcionar, o comitê olímpico precisa começar a coletar material agora. O motivo é que a grande maioria do lixo eletrônico do país já é reciclado e usado nos componentes de novos eletrônicos. 

 

Se a ideia for pra frente, eles deverão usar material das indústrias assim como lixo eletrônico doado por cidadãos comuns que por algum motivo até hoje não se livraram daquele som Mitsubishi que ocupa metade da sala.

Tópicos