O que?

J.K. Rowling revela que existem dois ‘Harry Potters’

O primeiro Harry Potter serviu à Suprema Corte Bruxa de 1913 a 1921 e foi contra a decisão do Ministro da Magia de não ajudar os "trouxas" durante a Primeira Guerra


Murillo Soares
Do Mais Goiás | Em: 23/06/2017 às 17:58:45

J. K. contou esta parte da história em uma publicação no site Pottermore (Foto: Reprodução/Warner)
J. K. contou esta parte da história em uma publicação no site Pottermore (Foto: Reprodução/Warner)

Fãs de Harry Potter, sentem-se. Lá vem história confusa. Em uma recente publicação no site Pottermore, J.K. Rowling contou que, no mundo bruxo, existem dois Harry Potters. Segundo a escritora, o primeiro feiticeiro com este nome viveu durante o começo do século XX e se chamava Henry Potter.

“Harry, para os íntimos, era um descendente direto de Hardwin e Iolanthe, e serviu no Wizengamot  (Suprema Corte Bruxa) de 1913 a 1921”, explica Rowling. O bruxo, lê-se no texto, condenou publicamente o então Ministro da Magia pela decisão de não utilizar artifícios mágicos para ajudar os “trouxas” durante a Primeira Guerra Mundial.

A atitude do primeiro Harry Potter, diz a publicação, causou muito alvoroço na comunidade bruxa. A franqueza dele e sua defesa pelos direitos dos “trouxas” nesta situação fez com que a família fosse expulsa das “Sagradas 28”, um “círculo” de 28 famílias que eram consideradas “sangue puro”.

Nenhuma menção a essa linhagem dos Potter foi feita na saga de livros do bruxo mais famoso do mundo. Os fãs acreditam que contar esta história não foi por acaso e que há chances de J.K. inclui-la na saga cinematográfica de Animais Fantásticos e Onde Habitam.

 

(Reprodução/Warner)