Suposto confronto

Irmãos mortos pela PM são sepultados, em Trindade

A corporação afirma que houve confronto, já a família diz que os policiais entraram dentro da casa das vítimas atirando


Laylla Alves
Do Mais Goiás | Em: 07/01/2020 às 15:57:30

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte dos irmãos Victor e Kaleb de Paula durante ação policial no Setor Maysa II, em Trindade (Foto: Reprodução)
A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre a morte dos irmãos Victor e Kaleb de Paula durante ação policial no Setor Maysa II, em Trindade (Foto: Reprodução)

O velório e sepultamento dos dois irmãos mortos pela Polícia Militar (PM) aconteceu no começo da tarde desta terça-feira (7), no Cemitério Municipal de Trindade. O caso aconteceu na manhã da última segunda-feira (6) no Setor Maysa II, em Trindade. Victor de Paula Araújo tinha 21 anos e Kalebe de Paula Araújo, 18.

A corporação afirma que houve confronto, já a família dos jovens diz que os policiais entraram dentro da casa das vítimas atirando. “A perícia só chegou depois que os policiais limparam a cena do crime. Nós já tínhamos até entrado na casa” afirma um familiar dos rapazes ao Mais Goiás.

Segundo o homem, os policiais teriam impedido a entrada de outras pessoas na residência, limparam o local, colocaram os corpos das vítimas na ambulância, logo em seguida, liberaram o local. A família relata que, nesse momento, os dois já estavam mortos.

Em contrapartida, o capitão Sérgio, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), afirmou ao Mais Goiás que ambos foram socorridos com vida, levados para hospital, mas não sobreviveram aos ferimentos.

O capitão disse, também, que cada um dos suspeitos possui mais de 20 antecedentes criminais. Já o familiar da vítima, disse que somente Victor, de 21 anos, teria envolvimento com o tráfico. O familiar ainda afirmou que Kalebe fazia faculdade a distância.

*Laylla Alves é integrante do programa de estágio do convênio entre Ciee e Mais Goiás, sob orientação de Hugo Oliveira