Educação

Iris inaugura Cmei e anuncia construção de 10 unidades até final de 2020

Anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (19) durante inauguração de novo Cmei no Parque Flamboyant


Thais Lobo
Do Mais Goiás | Em: 20/03/2019 às 09:34:06

Foto: Jackson Rodrigues/Prefeitura de Goiânia
Foto: Jackson Rodrigues/Prefeitura de Goiânia

“Ao longo desses dois anos, vamos construir em torno de mais 10 unidades e cobrir a deficiência que ainda resta”, anunciou o prefeito Iris Rezende na manhã desta terça-feira (19), durante inauguração do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Governador Olinto de Paula Leite, localizado no Parque Flamboyant, região Sul da capital.

“Na medida em que as mães buscam emprego fora, a necessidade dos Cmei se torna imperativa”, destaca o prefeito. “Elas precisam de um local onde os filhos fiquem resguardados e a prefeitura cobre essa lacuna”, diz. Em seu discurso, ele enfatizou o comprometimento da atual gestão com a educação de qualidade.

Segundo o secretário de  Educação e Esporte, professor Marcelo Costa, “esse primeiro Cmei inaugurará um ciclo de novas unidades”. Ele ressalta que, “no início da gestão, falei para o prefeito que havia um caminho longo a percorrer, mas que tinha muita esperança de que a prefeitura trabalhasse em conjunto para que pudéssemos colocar à disposição da comunidade quantas vagas fossem necessárias”.

Cmei Governador Olinto de Paula Leite

A obra é resultado de estudo de rede feito pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), que possibilitou a realocação dos alunos da antiga Escola Governador Olinto de Paula Leite para outras instituições da região e a transformação da unidade em Cmei, com atendimento exclusivo para crianças na Educação Infantil, na faixa etária de dois a cinco anos. Ao todo, a Prefeitura de Goiânia ampliou 150 vagas desta etapa de ensino na região do Parque Flamboyant.

Para receber os novos alunos, a instituição teve que passar por uma reforma geral de readequação das estruturas, como instalação de vasos infantis, adequação de lavatórios, proteção das tomadas e troca do mobiliário. Além disso, o corpo docente e de funcionários teve que ser adaptado para a nova realidade do atendimento.

A diretora da unidade, Márcia Rocha, conta como está sendo esta readequação. “Temos percebido que a comunidade está com uma alegria muito grande por ter na região uma instituição que atenda crianças nesta faixa etária. Os alunos e funcionários têm se adaptado cada dia mais com uma nova rotina escolar. Estamos caminhando bem e muito animados”, contou.

Verônica Guedes, moradora do Parque Santa Cruz, bairro vizinho à unidade, tem o filho mais velho, João Antônio, matriculado na instituição desde a época de escola. Ela conta que ficou receosa com a mudança proposta pela SME e que se uniu com outros pais para poder avaliar e sugerir questões para a efetiva transformação da instituição. Com o Cmei em funcionamento desde o início do ano letivo, ela se diz surpresa com a qualidade do atendimento, da estrutura e do cumprimento dos pontos que foram levados pelos responsáveis até a SME.

“A adaptação é necessária, da forma que ficou, nem os próprios professores esperavam. É uma estrutura muito boa, estão atendendo de uma forma excelente, foi primordial”, disse Verônica. “Meu filho entrou e foi muito bem atendido. Quando houve o anúncio da mudança de escola para Cmei, eu montei um grupo de pais, fui ver o que podíamos resolver, me reuni com o secretário de Educação e ele teve um comprometimento que se cumpriu”, declarou.

O Centro Municipal de Educação Infantil está em funcionamento desde o início do ano letivo e as matrículas para as novas vagas foram feitas no período regular da rede municipal. O atendimento é em período integral, sendo dez horas diárias, contando com cinco refeições ao longo do dia. Além disso, os alunos recebem cuidados com a higiene, participam de atividades lúdicas e pedagógicas que os preparam para a escola no futuro.