Do Mais Goiás

Iphan pede suspensão de obras do BRT na Av. Goiás, em Goiânia

Segundo o Instituto, as obras causaram desplacamento de um elemento artístico da Torre do Relógio. Objetivo é preservar e prevenir outros agravos a bens tombados

MPF recomenda Iphan rever posição sobre obra do BRT
MPF recomenda Iphan rever posição sobre obra do BRT

Suspensão de obras do BRT na Av. Goiás, em Goiânia. É o que solicita o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em ofício encaminhado à Prefeitura da capital. Documento foi enviado em janeiro e tem como justificativa o desplacamento de um elemento artístico da Torre do Relógio causado por trepidações dos maquinários pesados utilizados na obra. O monumento, de arquitetura Art Déco, é tombado pela União.

Em nota, o Iphan afirmou que o objetivo do pedido de suspensão é evitar maiores danos à estrutura, que está em obras de conservação coordenadas pelo órgão federal. Além disso, o Instituto pretende prevenir outros agravos a bens tombados pela União em Goiás, localizados na Av. Goiás e Praça Cívica.

Assim, o ofício solicita a paralisação das obras do BRT, na Av. Goiás, entre as Ruas 82 e 1, em ambos os lados, até que o Iphan faça uma análise específica do dano causado.

Também por meio de nota, a Secretaria de Infraestrutura Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra) informou que as obras do corredor do BRT e da rede de drenagem na mencionada avenida estão sendo executadas conforme combinado com o Instituto.

Atualmente, de acordo com a pasta, as obras seguem sendo realizadas entre a Av. Anhanguera e a Rua 1, mas os trabalhos ainda não chegaram à altura da Torre do Relógio. A Seinfra disse, ainda, que os serviços que envolvem movimento de terra foram suspensos temporariamente em razão das intensas chuvas na cidade.

WhatsApp Image 2020 03 03 at 10.24.01 - Mais Goiás

Monumento compõe cenário Art Decó da Avenida Goiás, em Goiânia (Foto: reprodução/internet)

Por fim, a Secretaria afirmou ainda que está em fase de elaboração do projeto das estações de embarque e desembarque do BRT que serão instaladas na Praça Cívica. Após a conclusão, será discutido com o Iphan a forma de execução com o intuito e o cuidado de preservar os Patrimônios Históricos do local.

Nota Iphan:

Com o avanço das obras do BRT, houve um desplacamento de um elemento artístico da Torre do Relógio. As trepidações causadas pelos maquinários pesados podem ter contribuído para o agravamento do estado de conservação do bem, que está em obras de conservação pelo Iphan.

De modo a prevenir outros danos, o Iphan solicitou à Prefeitura de Goiânia, por meio de ofício de janeiro de 2020, que fossem paralisadas as obras do BRT na Avenida Goiás, entre as Ruas 82 e 1 (em ambos os lados), até que o Instituto faça uma análise específica do dano causado. O objetivo também é prevenir outros agravos a bens tombados pela União no Estado de Goiás, localizados especificamente na Av. Goiás e Praça Cívica.

Nota Seinfra:

A Seinfra informa que as obras de construção do corredor do BRT e da rede de drenagem na Avenida Goiás estão sendo executadas conforme acertado com o Iphan e atualmente estão sendo realizadas entre a Avenida Anhanguera e a Rua 1, não tendo chegado ainda na altura do Relógio. E esclarece que os serviços, que envolvem movimento de terra, foram suspensos temporariamente, em função das intensas chuvas que têm caído na cidade.

A Secretaria informa ainda que está em alaboração o projeto das estações de embarque e desembarque do BRT que serão instaladas na Praça Cívica e, após a conclusão, será discutido com o Iphan a forma de execução com o intuito e o cuidado de preservar os Patrimônios Históricos do local.

Por fim, a Secretaria informa que reunião com o Iphan já está sendo agendada para tratar do assunto.