Investigação

Investigado por espancar homem até a morte é preso pela Polícia Civil

Suspeito teria matado Marcel Alves de Souza por espancamento depois que a vítima ateou fogo na casa da própria irmã, que também é sogra do suposto autor do homicídio

Cidades

Thiago Burigato
Do Mais Goiás | Em: 06/06/2017 às 10:03:00

Na companhia de comparsas, Bruno teria utilizado até uma enxada na prática do crime (Foto: Reprodução)
Na companhia de comparsas, Bruno teria utilizado até uma enxada na prática do crime (Foto: Reprodução)

Agentes da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) deram cumprimento, nesta segunda-feira (5), ao mandado de prisão temporária expedido contra Bruno Gomes Ferreira, investigado por homicídio. Ele teria matado Marcel Alves de Souza por espancamento depois que a vítima ateou fogo na casa da própria irmã, que também é sogra do suposto autor do homicídio.

De acordo com a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 9 de abril deste ano no Setor Leste Universitário, em Goiânia. Na ocasião, a vítima, que era usuária de drogas, foi até a casa da irmã a fim de pegar cola de sapateiro, material que ela utiliza em sua profissão. Com a recusa da mulher, Marcelo teria então ateado fogo na casa dela.

Em seguida, a mulher avisou ao genro, Bruno, sobre o ocorrido. Ele, então, compareceu ao local junto com alguns colegas ainda não identificados e, ao encontrarem Marcelo, iniciaram a sessão de espancamento – utilizando inclusive uma enxada. Marcelo foi a óbito ainda no local das agressões.

Ao ser preso, Bruno confessou o crime.