Do Mais Goiás

Investigação sobre suposta manipulação de idoso em processo milionário está perto do fim

Processo envolve posse da Fazenda Buriti, avaliada em R$ 100 milhões

Polícia deve concluir investigação sobre possível manipulação de idoso em processo milionário esta semana
Fazenda Buriti, em São João D'Aliança, tem 970 alqueires e é avaliada em R$ 100 milhões. (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil (PC) deve finalizar esta semana um inquérito que investiga uma possível manipulação de um idoso em uma disputa judicial milionária envolvendo a posse da Fazenda Buriti, em São João D’Aliança. O inquérito foi aberto a pedido da justiça, depois que Ciriaco Francisco dos Santos, de 79 anos, trocou várias vezes de representação.

A disputa judicial é antiga. Em 2003, Ciriaco e seu filho, Marcio Francisco dos Santos, entraram na justiça alegando serem os verdadeiros proprietários da fazenda, que possui 970 alqueires e é avaliada em R$ 100 milhões. A ação foi movida contra Orlando Vicente Antônio Taurisano, já falecido e representado por seu inventariante, o empresário e filho Carlos Alberto Gianesella, que possui a escritura da propriedade e hoje está na posse do imóvel.

O caso chamou a atenção do juiz Eduardo Ricco, depois que Ciriaco assinou várias procurações trocando de advogado. Além disso, ele teria dado procurações a dois de seus filhos para vender as terras que alega serem suas. A suspeita é que ele, que tem 79 anos e é analfabeto, esteja sendo manipulado.

O magistrado acionou o Ministério Público de Goiás (MP-GO) por meio de um ofício, solicitando a apuração de uma possível violação do Estatuto do Idoso. A lei determina que que o poder público tome medidas em determinadas situações em que direitos de idosos estejam sendo ameaçados ou violados.

O MP-GO encaminhou o caso para a PC. A corporação investiga se Ciriaco está realmente sendo manipulado e, se for o caso, desde quando isso acontece. Uma fonte ligada à polícia informou que uma das possiblidades é que isso pode estar acontecendo desde o início da disputa na justiça.