Do Mais Goiás

Internet banda larga cresce no Brasil

Número de residências conectadas tem aumentado no mercado nacional

O número de residências conectadas usando internet banda larga cresceu no Brasil. Segundo pesquisa da TIC Domicílios, de 42,1 milhões de lares visitados, 38,8 milhões deles tinham banda larga. Porém, ainda permanece uma grande desigualdade social.

A internet rápida só está presente em 30% dos domicílios de classe D e E, embora tenha havido um aumento de 8% em relação à 2016. Nas classes A e B a proporção é de 99% e 93%. Já nas áreas rurais os números são piores: internet em apenas 24% das casas, 2% menos que em 2016. Destes, cerca de 80% só acessam a internet pelo celular.

O preço foi a principal justificativa para 27% dos entrevistados que não tem internet em casa, mesmo assim, o plano de banda larga ainda é o mais popular no geral, presente em 64% das residências. Planos de assinatura para conexões 3G e 4G seguem populares e representam 48% dos casos de pessoas das classes D e E.

Um dado curioso é 13,4 milhões de casas possuem internet banda larga, mas não possuem computador: a internet é usada apenas em smartphones. Cerca de 49% dos brasileiros acessam a internet apenas pelo celular.