Operação Verdadeiros Policiais

Integrante de quadrilha que roubava cargas se passando por policial civil é preso em Goiânia

Outros seis foragidos estão sendo procurados pela polícia. Grupo atuava na região do Entorno do Distrito Federal e Aparecida de Goiânia


Joao Paulo Alexandre
Do Mais Goiás | Em: 05/06/2018 às 18:03:30

(Foto: Reprodução/PC)
(Foto: Reprodução/PC)

Com a deflagração da Operação Verdadeiro Policiais, a Polícia Civil (PC) prendeu, nesta segunda-feira (4), um homem suspeito de integrar uma organização criminosa especializada em roubo de cargas. O detido, que não teve a identificação divulgada para não atrapalhar as investigações, atuava junto com outros seis integrantes. A organização criminosa atuava na região do Entorno do Distrito Federal e se passavam por policiais civis para efetuar os crimes.

Segundo o titular da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), Alexandre Bruno, o grupo é investigado desde o início do ano, quando foi recebido relatos de dez caminhoneiros que alegaram abordagens estranhas realizadas por policiais civis. “Eles utilizavam modelos de carros idênticos aos que nós temos. Segundo relatos, eles agiam com os uniformes e até com giroflex nos carros e roubavam as cargas”, conta o delegado.

Segundo o delegado, dois donos de supermercados eram quem encomendavam as cargas. Eles já foram identificados e também serão interrogados. “Em troca, os receptores pagam no máximo 20% do valor real das cargas. Somando os seis roubos que a quadrilha realizou do início do ano até meados de abril, o prejuízo já chega a R$ 1,5 milhão”, explica Bruno.

Os produtos mais roubados, conforme expõem o delegado, são óleos e produtos de higiene e limpeza. O suspeito preso estava em Goiânia quando foi detido. O delegado afirma que ele está colaborando com as investigações e os demais integrantes já foram identificados e tiveram os pedidos dos mandados de prisões acatados pelo Judiciário. Além disso, a delegacia conta com a colaboração da Polícia Civil de outros dois estados.

Com passagens por roubo, furto, receptação, entre outros, o suspeito foi encaminhado para o presídio de Aparecida de Goiânia. Segundo o delegado, com exceção de um, todos os demais foragidos têm passagens pela polícia. Não foi apreendido nenhum material com o suspeito.