Nepotismo

Inquérito apura suposta situação de nepotismo pelo deputado Mané de Oliveira

Há notícias que o parlamentar teria intercedido na nomeação de seus filhos em cargos de assessoramento no Executivo.





//

O promotor de Justiça Fernando Krebs instaurou civil público para apurar suposta situação de nepotismo por parte do deputado estadual Manoel de Oliveira, que teria lotado na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) pelo menos seis parentes, entre nora e cunhadas dele e sobrinhas da mulher. Há notícias também que o parlamentar teria intercedido na nomeação de seus filhos em cargos de assessoramento no Executivo.

Para verificar a veracidade dos fatos, o promotor requisitou à presidência da Alego cópia da folha de ponto dos servidores em questão, bem como informações sobre a publicação de suas nomeações e esclarecimentos sobre o suposto parentesco com o deputado.

Ao Estado, foram requisitadas informações sobre os dois servidores nomeados para os cargos de assessor, em especial o local de lotação e filiação